Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Março 2004
recomeça o futuro sem esquecer o passado

7 de março de 2004

desvarios (59)

Sanzalando em Angola
Se assim é 07-02-2004 10:06 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Ainda não tive oportunidade de confirmar o que dizes. Mas a ser verdade desde já te digo que não concordo com esse possível adiamento. As razões serão diferentes da tua, estou certo, pois a verdadeira dimensão de alguns partidos seria bem defenida e deixariam de cantar de galo (sem qq conotação - só mesmo expressão) e o Governo poderia com toda a legitimidade governar.
Se houve coisas que deveriam ter sido feitas nestes 29 anos que te referes e não o foram a alguma se deveu. Lembro-me por exemplo a guerrilha que um grupo praticou e que como qq guerrilha paraliza muitas estruturas...
Voltarei a este tema quando estiver na posse de mais dados

desvarios (58)

Sanzalando em Angola
Uma ideia 06-02-2004 22:25 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------


Sala do desassossego
Se calhar o nome Contencioso não tenha sido feliz e como tal me tenha levado a pensamentos de desterro, de rótulação e descriminação. Será que quando houver jantares de convívio só poderão sentar-se ao pé do Karipande, Imberso, Kurkudilo, Quilha, Luis Alberto, F. Nóbrega e outros, sanzaleiros com senha especial? Não sei, sou eu a pensar, a exorcizar os meus fantasmas! Será que vai mudar o título e sub-título deste forum?
citação:
Conversas de Café

citação:
Espaço para ideias e debates, sobre qualquer tema, actual ou histórico



ADelgado, senti-me importante! Uma sitação minha - foi mesmo uma boa resposta política - mostrou traquejo.

Além do nome que sugeri uma outra ideia transmito que poderia ser que quem criasse determinado fio tivesse a responsabilidade de o manter cívico e coerente.

Vou pensar, mas no geral já começo a ver uma luz lá no fundo

desvarios (57)

Sanzalando em Angola
Quem me explica... 06-02-2004 18:13 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Ainda não percebi. Espero para ver e depois decidirei a minha posição, a minha maneira de estar.
Kurkudilo, está lá escrito que os temas políticos e...passam para o Contencioso. Como estou interessado em beber café e conversar com os amigos manter-me-ei fiel ao Café, pois não sei o que é considerado político ou não. Se discutir, á mesa do Café se houve ou não Colonialismo, se o MPLA ganhou ou não as eleições de 1992, se os enfermeiros são-no porque estudaram, etc.etc for mudado de poiso tenho mesmo que pensar. Não estou interessado em ir para o desterro, não quero fazer parte de um grupo de bem ou mal comportados. Como viram, em 31 de Janeiro estavam na mesma mesa, e nos corredores - as fotos para quem não esteve lá o provam, as mais diversas opiniões, em amena cavaqueira. Não quero fazer juízos de valor antes de ter uma ideia. Expliquem-me por favor.
Devo dizer que já tenho acesso á referida sala reservada mas não gostei da ideia - até ver, entenda-se.

desvarios (56)

Sanzalando em Angola
Pois 06-02-2004 16:50 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Francisco Nobrega não vale pôr palavras como minhas quando as não proferi.
É evidente que sei de algumas missões, mas devido ao afastamento destas lides aproveitei para uma provocação. Não falei, em lugar nenhuum dos enfermeiros como o meu avô ou com o Fragata, o Egídio - enfermeiros da velha escola. O que eu disse ao Imberso é que os que ele estava a referir, no hoje, estão já velhinhos ou já cá não estão. Foi apenas isso. Vamos lá ler tudo como deve ser, direitinho. Se não, ainda nos mandam para o Contencioso. (achei piada a esta)
Pássaro: cuidado com as ajudas de 'curiosos'. A Medicina é uma ciência - não estou a falar em Vale de Perdizes porque essa medicina não conheço e como tal não falo...

desvarios (55)

Sanzalando em Angola
RE: Enfermeiros 05-02-2004 22:37 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

De facto havia hospitais 'missionários' que eram uma referência na saúde em Angola. Na minha cidade do mato (esta é para um amigo nosso) devido à escacez de médicos tinha-se o hábito de recorrer a esses Hospitais e estou a lembrar-me de um que havia no Vouga e posteriormente na Humpata um outro. Falta aqui o Francisco Nóbrega para dizer topograficamente todos.
Usando os teus números, esses enfermeiros terão agora 60-70 anos - a esperança de vida en Angola infelizmente ainda não chegou a esses anos.... Mas não vou discutir mais este assunto - aceito que a Unita tenha alguns 'técnicos de enfermagem', que com a sua prática sejam mesmo muito bons. Eu aceito isso e vocês reduzem o número. Tal como na conversa de dois pescadores....

desvarios (54)

Sanzalando em Angola
se vem enfermeiro 05-02-2004 18:36 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Pássaro:
Se andar por aqui algum enfermeiro te cuida...
Há endireitas que sobre certas maleitas são melhores que Ortopedistas...mas se o paciente sair de lá a coxear mais não pode reclamar. Eu como médico não tenho uma visão tão simplista assim. Se me disseres que por não haver quadros têm-se que os improvisar, estou de acordo mas chamemos outros nomes. Enfermagem é hoje no mundo inteiro um curso superior - auxiliares de enfermagem já começa a ser um curso médio. Têm áreas perfeitamente definidas. Até a a minha mãe me recita mezinhas para a tosse e para o maculo, mas não faz dela médica...
Um abraço e gostei deste bate papo 'civilizado'

desvarios (53)

Sanzalando em Angola
Diálogo 05-02-2004 18:20 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Acredito que a Unita tenha gente preparada na Saúde. O que me custa acreditar é nesse número e na sua categoria profissional. Se souber dar uma injecção é ser-se enfermeiro então está bem...
Não me convences...

Pássaro, que eu saiba o maiosmo da Unita foi pelo cano em 1975.
Estou de acordo contigo sobre o sistema de saúde de Cuba, que conheço relativamente bem, por me interessar particularmente o tema. Tenho a certeza absoluta que se não fosse o embrago estúpido, hoje Cuba daria muito mais cartas a nivel de Saúde Mundial.

desvarios (52)

Sanzalando em Angola
Lá se vai a mesada 05-02-2004 18:13 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Pois é Imberso. Não li só a propaganda. Tive alguém perto de mim que andou por aquelas bandas nos idos anos de 1952 a 1956 e que pouco passou do 4 de Fevereiro de 61.
Mas dizes que devo ler o Carlos Pacheco, o Fernando fala em muitos outros, eu tenho alguns outros. Certíssimo, estou numa fase em que compro tudo, repito tudo, o que tenha referência à História de Angola e em menor proporção a Africa. Motivo - quero ter as minhas ideias, uma das coisas que gosto de exercitar é o pensamento.
E concluo apenas isto: Não sei quem fez, mas fez bem.
Já não estamos em alturas de dizer que X é heroi do MPLA ou Y da Unita ou Z da Fnla. Há herois Angolanos. Eos que fizeram o 4 de Fevereiro eram-no

desvarios (51)

Sanzalando em Angola
Imberso 05-02-2004 17:58 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Tenho grande apreço Pelo que o Dr. Chapaulimaud fez á no Instituto de Medicina Tropical, e uma grande admiração pela sua maneira de estar e de ser - foi-se prematuramente. O que eu quero dizer que não pode um só Homem formar toda aquela gente que referes. Unica e eclusivamente isso.
O Morgado não me assusta - queima-se na 1ª semana se lá fôr.
As sardinhas chegarão para quem vier...e além do mais temos o presunto do Muganda. Ebem arranjado uns tintos do Dornellas...

Pássaro, sinceramente não acredito que a estrutura organizativa da UNITA, tivesse 100 pessoas a estudar enfermagem no estrangeiro

desvarios (50)

Sanzalando em Angola
mais uma 05-02-2004 15:10 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Mais uma dúvida surge. Devo ser mesmo miope, para não me chamar mais nomes.
Li na devida altura que essa coisa da Unita Renovada tinha acabado durante o Congresso da Unita em Viana. Mas parece que tudo continua ainda com muita neblina para essas bandas. Vejam lá se uniformizam o discurso para eu não estar mais baralhado que um baralho de cartas.
Referiste que o Champalimaus ia lá fazer uns exames... A Enfermagem hoje não é mais só dar umas injecções...

Xico
Pois é, falo grosso...porque não me sinto daqui. Estou cá de passagem, como aliás pela vida, sendo ela tão curta. Não sei o que sabes sobre o ordenado médico e também não te vou aqui dizer. Digo apenas isto - a mulher a dias que de quando em vez vem cá a casa ganha mais à hora que eu. Por 'defeito' idiológco não faço medicina privada. Mas uma sardinhas podes ter a certeza que se vão arrajando. Cuca vai ser mais difícil. Pode ser SuperBock? É que esta é do norte!

desvarios (49)

Sanzalando em Angola
Procurei 05-02-2004 14:42 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Antes de iniciar este fio, procurei várias fontes para me informar do que verdadeiramente aconteceu, quem era quem e o quê.
Conclui que sendo a maior parte, se não todos, os participantes iletrados, e como não havia o hábito de fazer relatórios, muito desse ACONTECIMENTO foi transmitido oralmente, com o prejuizo que isso acarreta, já que a segunda versão já não é igual à primeira e por aí adiante. Ficou só registado a versão da potência colonial e como se sabe era na altura mais propagandistica que verdadeira, daí não haver a verdadeira HISTÓRIA. Por isso a minha Homenagem, não a quem organizou mas dirige-se a quem a fez e ao simbolismo que ela acarreta
Viva o 4 de Fevereiro
Viva Angola Independente

desvarios (48)

Sanzalando em Angola
Se falou na saúde... 05-02-2004 14:32 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Tantos números....
Imberso, não acredito mesmo de não acreditar, que a Unita tenha formado o que quer que seja - organizações guerreilheiras, em qualquer parte do mundo formam apenas guerrelheiros, a não ser que andassem com as faculdades às costas tipo Roulote de cahorros quentes, e eu isso não estou a ver. 6000 enfermeiros mesmo para Portugal é muiro enfermeiro - ou estarão a querer equiparar todo o quaquer pessoal que já pegou em seringas a Enfermeiros?
Quanto ao Carlos Morgado, falo aqui porque o nome dele foi ventilado oficialmente para o referido quadro. Não gosto dele desde os tempos de Faculdade. Terá ele já feito a psicanálise para ultrapassar o complexo de ser mais papista que o papa? Terá ele já ultrapassado o complexo racial que o marcava no tempo que o conheci?
Karipande discordo contigo na questão da incompatibilidade médico/ministro. Estou de acordo que não terá que ser médico - mas não é preciso ser radical.
Voltando ao Imberso, lembrei-me que com tantos enfermeiros também não terão médicos assim em tão grande número, que possam emprestar para se substituir alguns espanhois que cá andam?

Ao que tenho lido, no Governo Angolano actual, a Unita tem o ministério da Saúde.O que é que ele (a)anda a fazer para não integrar esse pessoal todo?

Malditas dúvidas as que tenho...

desvarios (47)

Sanzalando em Angola
Homenagem a 4 de Fevereiro de 1961 04-02-2004 00:55 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Ao abrir este fio não quero de modo nenhum ferir quem quer que seja, não quero 'ofender' familiares, não quero 'incendiar' polémicas.

Abro este fio apenas como Homenagem aqueles que tiveram um sonho e, desligando-se alguns de uma vida cómoda, iniciaram a luta por aquilo que acreditavam e que hoje permite que se diga que há um país que se chama ANGOLA.



VIVA ANGOLA INDEPENDENTE

um jantar (8)

Sanzalando em Angola
8 03-02-2004 22:42 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Que faltou conhecer muita gente que estava lá mesmo eu já disse. Mas que faltou ali pessoas que eu gostaria de conhecer faltou. Só vou dizer uns nomes á toa, porque muito mais do que estes nomes ali deveriam estar, Dinah, Mercedes, Graciosa, Fernanda, Carlos, Gottardo, Missanga, Pwo, Rosa, Macau, Uko...que num sei de cor os nomes dos 2000 e tantos Sanzaleiros.
Mas de Luanda estava Tendinha (Pathernu) o pintor. Gente mesmo boa. E Gostou de ver e estar com gente boa, sei porque me disse.
Num é que num repente se ouve barulho que tem tremor de terra? Não, não era o Ara que chegou. Só estavam a pôr as mesas de lado para começar a Rebita.
Que chegou entretanto Helena Rocha vinda directamente do Teatro para cumprimentar o povão do Kimbo dela, melhor dizer mesmo o cardume.
Mas mesmo assim a cimeira num parava, tinha visitas constantes, para além do Sebas que vistoriava a integridade física e intelectual dos presentes.
Foi aqui que o repórter teve que se levantar e despedir pois tinha que mandar para a revista estas linhas. Além do mais este vosso amigo só dá para a marinha e para os submarinos pois tem pés de chumbo. E tem mais num entra em Esquemas pois é contra essas coisas.
Um abraço a todos e todas e que a Fénix me ilumine para mais uma crónicas, que eu não sou egoísta

Na porta, depois de dar dois beijos no Elefante alado e na super LengLoi viu montanhas de curiosos com dor de cotovelo por não estarem lá dentro

Bem haja Welwitchia por teres 'patrocinado' este reporter com esta festa DIVINA

um jantar (7)

Sanzalando em Angola
7 03-02-2004 22:14 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Que tou aqui a imaginar o que falaram na mesa lá daquele canto onde estava F. Nóbrega, Orlando Salvador, Walter e o Toninho das estórias. Duas enciclopédias juntas deviam que estar a falar de cada grão de areia do deserto, dos arbustos da savana, da Serra da Chela e das suas mulolas que de vez em quando não deixava vir os mapundeiros molhar os pés na beira do mar. Se calhar estavam a falar do Sr. Zé qualquer coisa, das romarias à Kipola ou á Senhora do Monte. Como pode saber se estava mesmo longe, na Cimeira Imberso/Karipande...Que faltou ali Pássaro, Quilha, Rui Amaro, Muganda e Pedro Dornellas - queres ver que inda está a procurar máquina de lavar. E Cadima que disse que ia mas num foi que faltou? E se vai organizar congresso próximo se vai! Ficou tantas ideias no ar que sem Congresso de 3 dias nunca vai acentar.
Mas mesmo Fenix que desvia o olhar e assunto novo estava na mesa.
Começa um momento que tem parece o 10 de Junho. Vitor Carrilho tenta chamar pessoa por pessoa mas os abraços e o matar de saudade num deixa que ouvir a sua Voz. Veio a ajuda sempre prestável da impagável LengLoi e pôs todo o mundo em silêncio. Trabalheira de VCarrilho num CD que só posso dizer que divinal que num sei escrever palavra mais dificíl para definir ele. Aqui o repórter da Holla (edição L'avante) também ganhou e já deixou cair uma lágrima no canto do olho.
(...)

um jantar (6)

Sanzalando em Angola
6 02-02-2004 22:31 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Milú falou, riu e perguntou por pessoas da família. Mundo que é pequeno. Se levanta Milu senta Kalú. Veio de não sei donde, não trazia a corte, veio só para confirmar se Karipande existe ou é fantasma. Eu virei monarquia porque, Mercedes que fez falta ali mas está na Lua, um dia me nomeou Rei do Deserto. Não sei quem converteu quem. Mas Kalú ficou a saber que Karipande existe. E Fénix deambulava... Lá longe Toninho tomava conta da mana Lena - menina de Moçâmedes é fogo. Lelito estava radiante, levantei o braço para pôr Bartolomeu mas Paltalk estava fora de Serviço. Kiki desfrizou...e fumava. Inês e Rakini num paravam 1 segundo. Também com tantos tios e tias ali, quem podia parar?
Chegaram os do melão. Traziam ainda 5 pontos de atraso. Mas chegaram. Timan trouxe sorrisos e máquina de fotografia que num aquece tantas foram as fotos que tirou. Fiquei bem mesmo. Xico Santos, passados 25 anos, outro abraço e lá tá as costelas a dizer que sim, assim num voltam mais a jantares desses pois num tem força para tanto. Draculina diz olá mas de longe. Carmita dois beijinhos. Que estava mesmo a precisar de mais que muito tempo para tanta gente linda. Nana simpatia. Nova na sanzala mas num faltou, queria ver mesmo se os que estão nos teclados existem ou são fantasmas.
Tchifufa estava radiante. Também com um cardume de cabeças de peixe à volta como não havia de estar.
Simpatia de Maravilhas e esposa. Nico também lá o vi, tal como NAbreu.
(...)

um jantar (5)

Sanzalando em Angola
5 02-02-2004 22:06 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Chaby passeia o seu encanto por algumas mesas. Bélita segue-lhe o exemplo e ri. Também que tá sempre a rir. Meu coração estremece cada vez que uma Sanzaleira passa por mim. Estou apaixonado por todas as Sanzaleiras. Vêm na minha mesa e cumprimentam. Fénix passeia e Dragão pula de alegria. Eles que também vem nesta mesa. Francisco Nobrega vem dar dois dedos mais de palavras, Karipande entreabre o livro, Imberso remata, e vem mais gente para a mesa. Sebas volta a fazer a 'ronda' para ver se tudo estava bem, tudo direito. Na mesa de trás se fazia poesia com Helder Gomes e Telmoro, rodeados de gente atenta. Elefante voador noutra mesa distibuia simpatia e comia sobremesas a seguir a sobremesas. Kurkudilo deve ter dito alguma porque saiu gargalhada daquelas bandas. Fénix mostrava a sua raça. LengLoi de vez enquando dava um pulo por aquelas bandas e deixava transparecer a sua alegria de vida. Pirilampo e Xiluango num tem um segundo de calados, deviam estar a falar da discoteca da Igreja. Caramaru saltitava e ria. Sim ela sempre só ri. Bota simpatia nessa menina. É lombo, é picanha, é chouriço e tudo vai, se vira no Bairro Popular nº2, se dá trambolhão e se vai no partido X. Conversa num tem que parar. Jardim do Tabaco 31, nova cimeira. Se discute e se abraça.
(...)

um jantar (4)

Sanzalando em Angola
4 02-02-2004 20:52 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Que de repente tem uma valente porrada no peito. Doeu mesmo. Que tou no telefone, repórter tem de saber coisas que passam no outro lado do mundo, muito menos importante do que passava ali no Jardim que Mata, e vê Teka com o Manel Vitória Pereira. Coração calmou, o sangue subiu lá nos neurónios, e pensou, num pode ser, 'ele num envelhece como eu?'. Era mesmo o filhote da Teka que é fotocópia actualizada do meu amigo Manel.
E todo mundo continua a faladura com todo o mundo, e continua gente que chega. WelWitchia num tem paração, tem electricidade. E chega o Sr. EduSantos, pois num é esse, mas que podia ser que ali todos têm lugar. Trás comitiva e tudo. Fala 'brasileiro' mas num faz mal. Tá subir importtância. Gabi cavaqueia com Bétila, com LengLoi, com..com..com... tem gente que não acaba mais.
Se começa a subir para o repasto propriamente dito. Será que vai haver lugar para tanta gente bonita? Será que vão dividir como nos fios? Não tem moderadores que chega. Se começa a sentar e num tem como saber onde senta como. Sentei mesmo numa cadeira de plástico que estava ali a chamar por mim. Me enganei. Cadeira num chamava, era mesmo Gabi e sentei. Frente na frente com Imberso, simpático ele que trocou cadeira, ficou com cadeira de pau. Gabi estava do lado dele e depois Milu, Eugénio, gente e mais gente. Eu à frente, depois Cláudia, Karipande e mais gente. Sebas vem a correr, palpa, verifica se tudo está inteiro. Conversa puxa conversa, se fala de política, do Liceu, do ano X, da batalha Y, se como e se bebe do tinto de Palmela. Cláudia está tonta de fogo cruzado mas num perde uma palavra. Cafinal ela nasceu em Luanda. Ela bebe tudo o que se fala. E a gente bebe o tinto e fala
(...)

um jantar (3)

Sanzalando em Angola
3 02-02-2004 17:39 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)
Que tava difícil fazer a cobertura da chegada de toda a gente. As horas estavam a passar muito devagarinho e muito depressa estava chegando gente, tudo gente bonita e as máquinas das fotos num tinham paragem para mudar rolo. Só se via flash. Uns que ficaram logo a olhar para o ecran grande que estava a dar a bola. Outros que chegavam e cumprimentavam e eu educadamente dizia 'olá'. Como vou saber quem é quem? Num tenho a sabedoria do F. Nóbrega, nem as fotos a preto e branco a dar para o branco de todos aqui na cabeça. 'Foi isto que tu pediste?' e me dão uma folha de papel com o texto do Fusão do Átomo que eu pedira no ontem desse dia. Gabiiiiiiiiiiiiiiiii! Num esqueceu. Foi truque para eu conhecer pessoalmente. Com ela chegou o senhor da Dieta de um outro fio: Imberso de seu nome. Foi um abraço grande que parece que conhece desde muito tempo, ainda que anda á 'porrada' nos fio. Outro abraço deste ao Karipande, ao Kurkudilo, ao Nóbrega, ao Helder, e sei quem mais que derrepende ficou multidão ali em frente. Forma-se pequeno grupo e se faz política. E se ri. Por ordem arbitrária pensei: foi Alvor, Bicesse, Lusaka, Luande e agora Jardim do Tabaco. Bélita e seu sorriso contagiante também chega. Cangoja mostra elefante alado que um dia ainda vai parar no deserto porque não tem GPS. Chegou agora a tropa especial pensei eu, quando vi chegar senhora de cabelo à 'marine'. Mas num pode ser, tem sorriso mais lindo que num pode ser tropa. Num era, se chamava Salazarinha e trazia um passarinho Katuite, e dona de muitas primaveras no BI mas de juventude no espírito: Cafarinha. Acompanhava-a também N'Jamba e sua simpatia. Quim Lisboa também já havia chegado e seu estilo de gentleman. Vcarrilho também, c'ouvi dizer que num dorme para gravar Cd's de fotos a dar em toda a gente. Eugénio chegou e abraço - tinha falado com ele no dia dos anos dele mesmo. Simpatia e sabedoria estava ali. Pita Groz me fez rir quando estava na bicha para pagar e receber um autocolante para pôr na lapela: num queria que me confundissem com o Imberso, Francisco Nóbrega, Guimas ou outro que tava ali. De repende, chega mesmo um cardume de gente: cabeça de peixes unidos a chegar de uma vez só. Minhas costelas ainda estão a dizer que num dá mais abraços assim: Pirilampo, Areia, Xiluango, Tonito, Lena, Caramaru, Xindere, Goiaba, Walter Frota, Mário Brazão. Mesmo cardume de muita gente. JDuarte também estava alí com sua irmã a Kuroca-mãe. Espaço está a ficar pequeno. E estavam lá também os que queriam ver, num eram da Sanzala mas estavam lá e aguentaram firmes até às quinhetas só para ver gente bonita da Sanzala
(...)

um jantar (2)

Sanzalando em Angola
2 02-02-2004 17:13 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

(...)

Chegou poeta Telmoro e suas musas, Chicoronha, Tundavala e Rakini, com seu ar de versejar, estando já ali sentado Felisteu, poeta de créditos firmados e chipala a condizer. Juntou tertúlia e de que falaram num descobri, mas Helder, Telmoro e Filiteu estavam em grande.
Assim como quem num quer a coisa chegou Homem imponente na sua enciclopédica sabedoria de outros épocas, cabelos brancos e sozinho. F. Nóbrega cumprimentou efusivamente o grupo dos poetas, um abraço a Karipande, outro a mim mesmo, embora ainda não saiba se sou trigo se sou joio pois nada percebo do que se passa fora do asfalto. Depois disse do alto da sua sabedoria:'vou buscar a família ao carro'. Ainda estava eu a pensar que tinha visto inscrito 4 no nome dele e que tinha pensado ser os seus Guarda-Costas. Minganei mesmo, era mesmo família, e senhora sua mãe de grande simpatia a falar de minha família que conhece melhor que nem eu.

um jantar (1)

Sanzalando em Angola
Jantar 31-01-2004 01-02-2004 21:39 Forum: Estamos Juntos!

--------------------------------------------------------------------------------

Quinda num tá na banca a edição especial da Holla, da Nova Gente nem da Lux, por isso num se pode ver as fotografias do Jantar Mais Bonito de Janeiro. Tava lá os reporteres deles mas com tanta gente bonita acho mesmo que se perderam na entrada.

Que posso dizer que os primeiros a chegar foram os da Guarda. às 19.00 certinhas eles já lá estavam. Não, não eram os da Guarda anti-motim, os que vieram da Guarda mesmo, todos juntos, que são Helder, Kurkudilo e Karipande. Que chegaram e este repórter ainda andava a ver as meninas da linha de Cascais e foi nos 100 Km/h a caminho do Jardim do Tabaco mas Santana Lopes num deixou chegar mais cedo porque tá a fazer um tunél nas Amoreiras e os 100 passou a 0. Mas que num tem problemas, que chegou. Gangonja estava com eles bem como aquele senhor que está de Sabática, chama mesmo como? 'brigado' o Sebas. De conta gotas foi chegando aqueles todos que tá la na lista. Quem não chegou foi mesmo aqueles que faltou. Começa lá numa tela grande um coisas onde estão 22 pessoas a correr atrás de uma bola, cada 11 tem camisolas diferentes dos outros 11 e tem outros 3 ainda mais diferentes. Que Madalena chegou sozinha, sozinha não, pois trazia a sua simpatia com ela, pois o senhor de verde, isso, Timan, tinha lá no sítio ir ver eles a correr. Tomou Kompensan? Que não perguntei quando chegou muito mais tarde. Começo chegar gente que até parece que num cabia ali. Welwitchia fez trabalho bem grande - se calhar tem empresa que chama Sanzala Comes e Bebes SA - pois tudo estava pensado, menos os minutos no relógio que estavam a andar e num davam tempo a ela para sentar e comer.
(...)

desvarios (46)

Sanzalando em Angola
Isto está a ser em grande 29-01-2004 21:43 Forum: Diáspora

--------------------------------------------------------------------------------

Parece que se vai realizar ali para os lados de Santa Apolónia a Assembleia Geral das Nações Desunidas, no proximo dia 31 de Janeiro. Todos sabemos que o dia 1 de Janeiro é o Dia Mundial da Paz. O que chamarão ao dia 31 do mesmo mês? Olhando para a lista de inscritos e sabendo que mais alguns irão, penso que vai ser necessário estar por perto a Brigada Anti-motim da PSP. Não pela Assembleia mas sim por aqueles que cá fora se manifestarão por não serem membros e como tal não poderem entrar.
O que também me chamou a atenção foi o TREINO do nosso Boss ADelgado, amolando a sua tesoura, para o que der e vier, na mensagem do Fusão do Átomo, na página anterior.

Estarei lá para contar ao mundo, se sobreviver

RECORDAR (40)

Sanzalando em Angola
Minhota 28-01-2004 19:19 Forum: Liceu Américo Tomás

--------------------------------------------------------------------------------

C'hoje tou sentado na Minhota. Tem bué de pescadores da Torre do Tombo a beber umas cucas. Hoje me apetece também beber umas e outras, com tremoços que só na Minhota tem. Tem cheiro de cozinha, tem ar de restaurante mas qué mesmo taberna e por isso hoje fico aqui. Ninguém conhece, ninguém chateia. Me interessa só as loiras geladas e os amarelos de casca de botar fora. Não tem ginguba, mas que não faz mal, também tem casca mas suja muito, tem que tar sempre a sacudir. Cucas e tremoços que tá bem. Entrou o João Carpinteiro que quando a loira num sobe na cabeça é de primeira na arte de trabalhar com madeira. Não espera que João diga que tá pronto amanhã porque num vai estar mesmo. O portão tá partido, chama o João que ele vem, num diz é qunado porque ele num mente. Quando acabar os angolares ele vem. 'Ó João bebe uma que eu pago', 'Brigado' e lá foi Cuca directa no barriga sem escala em lado nenhum.
Que faz eu aqui? Tou treinar para no Sábado ir na Rebita lá na Aguada. Se num treina num passas da primeira música, porque a sede deu cabo de ti antes...

desvarios (45)

Sanzalando em Angola
Mudanças 28-01-2004 15:34 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Não venham com coisas de que nada muda ou só muda para pior. Há de facto quem não muda, mas esses são uma minoria insignificante

O Jornal de Angola

Audiência Presidente da República recebe líder da organização do galo negro





UNITA pode substituir ministros

O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, admitiu ontem, em Luanda, a substituição, na próxima remodelação governamental, de alguns quadros da sua organização no Governo de Unidade e Reconciliação Nacional (GURN).
O líder da principal força política da oposição em Angola, que falava à imprensa à saída de uma audiência com o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, indicou que vamos sugerir a substituição de alguns.
Samakuva, que não avançou os nomes dos prováveis substitutos de alguns dos actuais quadros do partido no GURN, deixou claro que as mexidas, que se devem fazer, deverão cor- responder às necessidades e conveniências que o partido tem.
Sobre quando se vai efectivar a mudança, Samakuva disse que isso depende sobretudo da conveniência do Presidente da República, que é o Chefe do Governo.
Falamos do desempenho do GURN e daquilo que nós pensamos que devia ser a conduta de alguns dos seus membros - afirmou.
Isaías Samakuva disse, no entanto, que com o Presidente José Eduardo dos Santos foram essencialmente abordadas questões que se prendem com a consolidação do processo de paz e reconciliação nacional e não especificamente da próxima remodelação governamental.
Em relação a alguns pendentes que têm sido discutidos no quadro bilateral, Samakuva disse que se notou nos últimos dias alguma evolução, mas considera que ainda não é suficiente.
Os pendentes, segundo o líder da UNITA, têm a ver, sobretudo, com a entrega dos benefícios prometidos aos ex-militares da UNITA desmobilizados no quadro do processo de paz.
Samakuva queixa-se que existem até hoje ex-oficiais superiores, alguns deles generais, que não têm ainda o processo da sua reforma e das suas pensões concluído.
O presidente da UNITA disse esperar da parte das autoridades a mesma vontade de acelerar a realização e a efectivação desses compromissos.

desvarios (44)

Sanzalando em Angola
Rui Amaro 27-01-2004 16:02 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Não é preciso pedir desculpa por um erro dactilográfico. Há muito que o li e nada disse pois eu também os dou e estou-me nas tintas se eles não adulteram o que quero dizer. Não ponho mais uma mensagem como errata para não aumentar o nº de msg nos fios.
Obrigado - és um dos 2000 e tal amigos que arranjei aqui neste site, que em boa hora criaram, não ponho aqui o número exacto por dois motivos:
1º a sanzala tem crescido em cada hora que passa
2º diminuir por 2 é fácil de fazer as contas, e eu gosta de matemática mais complexa.

Um abraço Amigo Rui

desvarios (43)

Sanzalando em Angola
E lá vão eles 25-01-2004 16:35 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Delegação brasileira chega hoje a Luanda
(O Jonal de Angola)

Luanda, 24/01 - Uma delegação governamental brasileira, chefiada pelo secretario especial de Agricultura e Pesca da Presidência da República Federativa do Brasil, José Fritsch, chega hoje a Luanda, para manter contactos com empresários angolanos.
A comitiva, que permanecerá sete dias no país integra dois deputados e 12 empresários ligados ao sector agrícola, tem previstas deslocações às províncias de Benguela e do Namibe, onde visitarão diferentes unidades de produção afectos ao sector e reunir-se-ão com as classes empresariais locais.
Nas duas províncias, estão agendados encontros com os respectivos chefes dos executivos locais.
Quanto às actividades a desenvolverem em Luanda, destaque vai para a participação numa palestra com empresários angolanos e com representantes da Câmara de Comércio e Indústria de Angola. A visita da missão termina a 31 deste mês, estando prevista a assinatura, quinta-feira, de um Memorando de Entendimento.

desvarios (42)

Sanzalando em Angola
Caro Amigo Sebas 25-01-2004 15:59 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Antes de tudo: NÃO ACEITEM A DEMISSÃO do nosso Moderador Sebas.

Tal como a Gabi já escrevi noutro fio o que penso sobre o assunto e não vou voltar a fazê-lo aqui.

1958Meno foi radical no que qie pensou e transcreveu o que sentia. Só há polémica se se mantiverem dúvidas no ar. Fê-lo no calor da sua indignação. Aceito, mas dou um achega a quem já considero meu amigo: pensa, digere, repensa e depois escreve.

Quilha estou de acordo contigo e se permites faço minhas as tuas palavras.

Imberso: para não variar não estou de acordo contigo. Eu escrevi no fio Risco e não ofendo ninguém. Se havia 'respostas' ofensivas e obscenas essas sim deveriam ser editadas, penso não ter havido necessidade de 'cortar' o fio todo - já o transmiti aos moderadores esta minha opinião.

Timan: não há necessidade de ser repetitivo. Só está cá quem sabe ler - quem o não sabe, de certo estará só na Galeria a ver figuras...

Agora vou repensar...bolas...em tempos existiu um fio que se chamava mais ou menos 'as Conversas de Café' devem acabar. Agora na diáspora está outro que se chama 'olá amigos' e agora este aqui. Não será mesmo verdade que queiram fechar o Café? Já começo a ter dúvidas. No 'olá amigos' tenho um texto escrito, leiam-no, se fizerem o favor.

No Olá amigos há um texto insultuoso para com a minha pessoa . .. não foi editado e também não teve nem terá resposta minha porque não quero alimentar polémicas. Mas quem o escreveu não leu tudo o que eu já havia escrito - e depois de o ler não teve a coragem de dizer que errou. O problema é só mesmo do autor do referido texto.

Carmita estou cá a menos tempos - chateio-me mas não considero doença: motivo - enriqueço os meus conhecimentos, não só pelo que aqui leio como pela 'obrigação' de procurar outras fontes para não ter dúvidas.

Se há uma tentativa de 'marginalizar' alguém, de pôr alguém a milhas da Sanzala eu sou da opinião que os Moderadores e Administradores do site inequivocamente ponham nome às coisas: digam pública ou privadamente X não te queremos cá!

É certo que quem entra agora, onde 'milhentos' temas já foram debatidos, não tenham pachorra de ir ler os fios que estão nas páginas 2, 3 e seguintes das Conversas de Café' e assim pelos mesmos temas novas discussões desnecessárias. Façam o favor de aos poucos irem lendo o que Y já escreveu, utilizem o Search e tentem 'conhecer' a personalidade cultural e política de Y. Era tudo tão mais fácil...

Atenciosamente

desvarios (41)

Sanzalando em Angola
Para ti Paracuca 24-01-2004 16:09 Forum: Diáspora

--------------------------------------------------------------------------------

Foi com agrado que te li. Inteligentemente és contra o que escrevi neste texto. Gostei.
Não sei se conheces - também pouco importa - TODA a minha participação no SanzalAngola. Eu estou na diapora, eu estou no meu Liceu, estou no Que se Passa, estou em quase todos os foruns, e nunca deixei de ser EU (penso que não estou no Recreio nem na Poesia). O que eu realmente penso é que se não houver, também, um debate de ideias, que vão da política à relegião e por tudo o mais que possa ser polémico e obrigue a pensar, rapidamente ficamos a falar do chá das cinco. Posso dizer-te, que através da SanzalAngola, reencontrei pessoas de que não sabia há 30 anos, mas considero muito importante as amizades que criei, não só com pessoas que têm um pensamento parecido com o meu, como também com pessoas assumidamente contrárias à minha linha de pensamento. E, com o risco de esquecer alguém, destes últimos destaco F. Nóbrega com quem aprendi muito do interior de Angola, pois considero-o uma 'enciclopédia' no assunto, porém estamos 'idiologicamente' a km de distância um do outro; Muganda, que com a sua inteligência mostra os seus pontos de vista e que tal como o Imberso, que com a sua vivência política, a sua dialética e a sua 'idiologia' me têm mostrado que existe um outro lado; Uko que inicialmente era dos que 'ofendia' quando alguma dizia mostrou-me que se pode ser contrário sem agressividade; Umbundo que na sua 'inocência' ofendeu-me e soube dizer desculpa e hoje sunguilamos como 'irmãos' ( aos que não mencionei as minhas desculpas). Tenho a certeza absoluta que se não fossem estas acesas discussões eu não os conheceria. Agora, é evidente que quem lê na diagonal, não pode analisar um 'fio' de pensamento em quem quer que seja, partindo de 'frases soltas'. Há fios das Conversas de Café que não participo, apesar de os ler, porque são assuntos que não me interessam ou que nada me dizem. Eu sou um assumido não consumidor das revistas 'cor de rosa' e portanto não poderia disfrutar destas pessoas se não fosse o «Conversas de Café».
Respondi-te?



ps - (isto foi escrito depois de ler a mensagem seguinte da Paracuca) - bebo chá de capim ou como 'civilizadamente chamam chá princípe, e terei muito prazer de o beber na companhia dos 2004 membros da Sanzala.

Escritores Angolanos - Goia

Sanzalando em Angola
Vale a pena ler 24-01-2004 13:52 Forum: Que se Passa?

--------------------------------------------------------------------------------

CARLOS JOSÉ DA SILVA GOUVEIA (GOIA)
Nasceu em Peniche (Portugal) em 9 de Maio de 1930, conta 57 anos consecutivos de residência em Benguela.

É proprietário e empresário de uma empresa de importação e exportação. É técnico de contas. Praticou desporto (futebol) onde foi campeão ultramarino e campeão de Angola.
- Autor de Utanha Watua (poemas) 1972;
- de Olowali Yeto (prosa) 1978;
- de Olusapo (poemas) 1980;
- de A Noite do Meu Exílio (poemas) 1992;
- Na Rota dos Escravos (prosa e poesia) 1994;
- de Benguela-Poemas de Amor e não só... 1995;
- de O Vagabundo da Cidade (crónias) 1972;
- Primeiro prémio com Prece a Mamã Chica nos 350 anos da Cidade de Benguela

desvarios (40)

Sanzalando em Angola
De o Jornal de Angola 24-01-2004 13:32 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Organização juvenil da UNITA está reunida em Luanda

A organização juvenil da UNITA, JURA, está reunida desde ontem no Museu de História Natural, em Luanda.
A reunião foi aberta pelo presidente da UNITA, Isaías Samakuva.
Samakuva referiu-se, no seu discurso, ao 'papel preponderante da juventude na defesa dos direitos humanos, da democracia, liberdade, solidariedade e justiça social, princípios que, frisou, devem nortear a sua actuação.
Ele apelou à JURA para ser a alavanca das transformações políticas, económicas e sociais em Angola, através da promoção de acções concretas e tomada de decisões que influenciem a sociedade, dentro das normas da democracia.
Isaías Samakuva advogou a necessidade do crescimento da organização, com militantes de todos os estratos sociais e de todas as raças.
A este propósito, o líder do ´'galo negro' deplorou o facto de, sendo Angola um país multiracial, não ter vislumbrado um euro-descendente entre os participantes ao encontro.
O secretário geral da JURA, Piedoso Chipindo Bonga, assegurou que esta organização vai capacitar-se para enfrentar os desafios vindouros.
Fundada em 28 de Outubro de 1974, a JURA conta com mais de 200.000 militantes, representados por um Comité Nacional de 55 membros.

desvarios (39)

Sanzalando em Angola
24-01-2004 13:20 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Não é só a vida 'cor de rosa' que vem retratada na imprensa angolana. Isto não é mudança? Temos de continuar no 'bota-abaixo'?

Atletismo: Documento indicia inexistência de pista de tartan no Namibe


Luanda, 24/01 - Um documento em posse do Ministério da Juventude e Desportos (MJD) indicia que o governo da província do Namibe não comprou qualquer pista de Tartan para esta localidade, mas sim um lote de material "de pista para o atletismo", soube hoje a Angop de fonte oficial.

Segundo a fonte, o ofício de Fevereiro de 2002, assinado pelo delegado provincial da Juventude e Desportos do Namibe, Armando Valente, e enviado ao ministério de tutela, refere, dentre outro material desportivo, a compra de colchões para salto, discos e barreiras.

O documento sublinha, no seu anexo, que da factura do material adquirido na Europa não consta a aquisição de pista de tartan, esclarecendo apenas que as autoridades do Namibe compraram "materiais de pista para o atletismo" com o objectivo de ajudar o desenvolvimento da modalidade na região Sul do país.

A questão da existência ou não da pista de tartan voltou a provocar, esta semana, troca de acusações entre a Federação Angolana de Atletismo (FAA) e o governo do Namibe.

Na semana passada, o governador da província, Boavida Neto, afirmou que o seu governo não comprou piso sintético, desmentindo assim o presidente da FAA, Gildo Coelho da Cruz, que revelou o assunto na véspera.

. Na altura, o governante declarou ser preciso esclarecer a verdade sobre o caso para quebrar as falsas expectativas que confundiram os amantes da modalidade e dirigentes do país.

Na última quarta-feira, o delegado provincial dos Desportos do Namibe, Armando Valente, veio também à público denunciar a suposta mentira e pediu ao dirigente da federação para revelar a proveniência da informação.

Reagindo as acusações, Gildo Coelho da Cruz declarou à imprensa ter sido o próprio Armando Valente que o informou do caso, à margem do Campeonato Nacional de Atletismo, disputado em 2002, no Namibe.

desvarios (38)

Sanzalando em Angola
Esquerda Direita Volver 24-01-2004 13:11 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Em tempos, algures por aqui, numa mesa deste café em que teimo frequentar, onde muitos que cá não vêm mas sabem o que cá se passa - estranho não é? - e lêem apenas na diagonal e fazem afirmações falsas, como por exemplo na Diáspora, mas dizia eu, que esse assunto não é para aqui chamado, afirmei que não há hoje Ideologia, assim posso afirmar que não há Direita nem Esquerda. Há a vontade do Chefe. Tomemos por exemplo alguns países chamados de Leste e vemos que os que eram considerados da Esquerda hoje militam no que se poderia considerar Direita, e vice versa. Não darei exemplos para não me alongar - as conversas de café são de frases curtas, diálogos acalorados por vezes e isso só é possível com as ditas frases curtas - mas os mais ou menos informados sabem o que falo. A dicotomia Direita/Esquerda foi uma maneira simplista de 'falar'. Hoje torna-se mais complexo. O proletariado já não é como era - trabalha com computadores e não com a força dos seus braços, trabalha com o Cérebro e não com o Corpo. Mas que há diferenças de aplicações, do modo como são aplicadas as correntes de pensamento, isso não tenho a menor dúvida. A título de exemplo, agarro nos estatutos da Unita de 1974 e leio, do princípio ao fim ideias marxistas e maoistas. A pergunta que me apraz aqui fazer é se alguém viu a sua aplicação no dia a dia, por ela? Resposta Não. O MPLA tinha mais uma interpretação Leninista nos seus estatutos. Aplicou-a? Não. Hoje não faço a menor ideia dos estatutos destes dois Partidos Políticos Angolanos. Mas será um de direita e outro de esquerda? Estou convicto que não. Todas as 'ideologias' actuais (uso as aspas porque não vejo as actuais correntes de pensamento como ideologias) querem o bem estar do povo. Correcto. A diferença está na sua aplicação prática. Uns olharão, vou ser simplista - de que se o patrão está bem o empregado estará também, outros pensarão que se o social está bem então o empresarial também.
Não sei, isto sou eu a pensar numa manhã de Sábado em que está frio lá fora.

desvarios (37)

Sanzalando em Angola
Presente 23-01-2004 14:12 Forum: Diáspora

--------------------------------------------------------------------------------

citação:
Estou aqui a criar este fio, em meu nome pessoal, e não como Moderador



Zé Amorim, felizmente sou membro e apenas membro. Mas já que inicias o fio como apenas membro, vou dizer-te que estarei presente sempre, com a minha boa disposição, alegria, o pouco saber que vou tendo e com muita imaginação - ESTAREI PRESENTE.

Depois apareces com Moderador e utilizas expressão usada por mim - infelicidade minha(?) - e dizes que na Conversa de Café, tal e coisas. Pois bem. Se a SanzalAngola é um espaço só para nós falarmos das saudades, dos tios, das primas e dos criados, do chá que bebemos com a Maria ou com o Francisco então tenho que repensar se estarei presente ou não. É evidente que quando Eu, Carranca - membro - entro numa discussão política tenho um propósito, aprender e despertar ideias. Estou sujeito a ter a contra-resposta etc e tal. Insultos não os aceito e acho muito bem que sejam editados. Mas repito se for só para falar da Canastra que não joguei, da aula de ténis que faltei. Tenho que repensar a minha permanência a escrever. Passarei a visitar a SanzalAngola como quem lê a Nova Gente.

desvarios (36)

Sanzalando em Angola
25 de Abril... 22-01-2004 20:26 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

(abrindo aqui um parentesis porque já havia dito que não lhe responderia mais, mas penso que Angola precisa de todas as opiniões, todas as ideias)

Não vou reponder ao que escreve. Esse tema já foi debatido e rebatido em outros fios. Procure, por exemplo o Desculpem Qualquer Coisinha - encerrado já pelas suas dimensões - e leia de fio a pavio - não apanhe o barco a meio.

Em 2004, a quase 30 anos de distância, ainda está no tempo do 'EU TINHA'. Assim, com a mente encerrada a nova ideias e novas realidades é difícil haver entendimento. A realidade é esta:
- Angola está independente
- teve 30 anos de guerra civíl - não pergunte de quem é a culpa que eu não lhe digo.
- há 2 anos está em 'paz', vai-se instalando a paz.

Agora milagres parece que foram em Fátima e em 1917.

Sem mais por agora

desvarios (35)

Sanzalando em AngolaRisco parte II 22-01-2004 17:29 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Uma carta aos moderadores

Sanzaleiros, que por baixo do Nick têm escrito a palavra Moderadores, sei que é difícil moderar um site com as características deste, onde, infelizmente, há muitas feridas por sarar, onde, felizmente, há opções políticas divergentes, onde os 'diálogos' são por vezes tão acesos que roçam o insulto, onde é difícil distinguir o insulto da provocação e desta do insulto. Não quero ensinar o Pai Nosso ao Vigário. Sei, por experiência própria, que ás vezes não é possível manter a 'calma' e cerrar os lábios - neste caso separar os dedos das teclas. Mas 'cortar' de cima a baixo acho que é limitar a liberdade de pensamento a quem quer que seja. Editem-se textos quando são insultuosos - estou de acordo. São as regras e temo-las que cumprir.
Li aqui o poema de A. Pimenta e achei que estava posto no sítio certo e na hora certa. Resposta a alguém, insulto a alguém - isso eu não descortinei. Se havia textos seguintes com respostas que quer alguns queiram quer não roçavam o grosseiro, esses textos deviam ser editados, como muitos têm sido. Cortar uma referência da cultura portuguesa é CENSURA.
Se nomeei alguém de 'Eduardo Mãos de Tesoura', entenda-se que não é uma pessoa em particular mas sim todos os moderadores, porque os entendo como órgão colegial, com decisões por votação e não actos particulares. Num outro fio fiz um homenagem e um agradecimento a António Delgado, hoje faria-o na mesma e só não o faço para não me repetir. É o ADelgado quem tem dado o lápis azul, mas estou certo que não é só a sua interpretação/intuição ou o que quiserem que faz dele ser censor. Talvez haja Rainhas Santas Isabeis trazendo Rosas no regaço que interpretem palavras que fora de um contexto seriam insultuosas mas que hoje em dia fazem parte do vocabulário normal da língua portuguesa - vejamos os filmes e séries portuguesas que passam na televisão pública. Quantos de nós já utilizamos essa palavra num só dia, não no sentido insultuoso mas no corrente? È mais puro dizer filho da mãe quando se está a pensar na outra palavra de 4 letras?
Aqui me fico reafirmando que se Kurkudilo não voltar a SanzalAngola fica culturalmente muito mais pobre
Um abraço com todos os Santos do mundo nas mais diversas religiões. Eu não culto santos.

desvarios (34)

Sanzalando em Angola
Tristeza 21-01-2004 20:16 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Hoje estou triste. Custa-me que nos dias de hoje, rodeado de gente crescida, ainda não se possa discutir livremente o pensamento e tudo o que chamamos cultura. A. Pimenta, faz parte, quer queiram quer não, da cultura portuguesa. Apagar A. Pimenta é apagar cultura. Lembro-me dos programas dele no canal 2 da TV pública. Saudades de ver falar sem rodeios e sem ofensas.
Utopicamente falando a cultura 'faliu' neste sitio, mas penso que após longa reflexão, ela voltará. Refinada mas com o mesmo imaginário.
Eu acredito que amanhã quando acordar, para além de ser outro dia é mais um dia da mudança.
Reli vinte vezes e não ofendo ninguém - talvez o Eduardo Mãos de Tesoura sinta algum prurido. Mas passa...

desvarios (33)

Sanzalando em Angola
Uma Ova 21-01-2004 19:58 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Sou livre, sou utópico sou o que quero ser. Mas vou sê-lo aqui também. Podem aparecer mil Eduardos Mãos de Tesoura, pouco me importa. Cortem. Porque terão muito para cortar. A cultura é feita de pequenas m****s. Por isso devemos ir ao Wc pelo menos uma vez por dia.
Não desarmes - respira fundo e volta

desvarios (32)

Sanzalando em Angola
Risco parte II 21-01-2004 19:35 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Abre-se o silêncio com silêncio
feche-se a torneira da inteligência
façamos um soneto sem letras
mantidas na coerência
da palavra
do pensamento
da ideia
Tudo o resto leva o vento


Um abraço ao Kurkudilo

mais utopia

Sanzalando em Angola
Mais utopia... 20-01-2004 18:46 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Robert Owen (1773 - 185

Socialista utópico inglês, casou-se com uma mulher muito rica e tornou-se dono de várias indústrias, e nelas aplicou suas ideias. Diminuiu a jornada diária de trabalho para dez horas, salários aumentados, os seus funcionários tinham creches e escolas para os filhos, além de hospitais. As suas indústrias tornaram-se um modelo de legislação social e seus lucros não pararam de crescer. Feliz e satisfeito com esse resultados começou a defender a criação de uma sociedade comunista com o fim da propriedade privada. Mas essas ideias e atitudes de Owen não estavam a agradar a aristocracia inglesa, que o baniu da Grã-Bretanha. Foi para os Estados Unidos e fundou a cidade de New Harmony. Porém quando regressou à Inglaterra as suas cooperativas estavam falidas. Owen observou de perto as condições desumanas dos trabalhadores e revoltou-se contra as perspectivas vindas com o progresso. Acreditava ser impossível formar-se um ser humano superior num sistema egoísta e explorador.


"O Estado está obrigado a proporcionar trabalho ao cidadão capaz, e ajuda e protecção aos anciãos e incapacitados. Não se pode obter tais resultados a não ser por um Poder Democrático", Louis Blanc



"A idade de ouro da humanidade não está atrás de nós, mas à nossa frente', Saint-Simon

RECORDAR (39)

Sanzalando em Angola
Pelos vistos aqui não 20-01-2004 00:09 Forum: Liceu Américo Tomás

--------------------------------------------------------------------------------

Já corri a cidade toda, num faltou ruinha que não tivesse passado, deslembrei o nome das ruas, só lembro as principais, deslembrei muitos nomes, mas lembrei muitas saudades. O único neurónio ainda não usado está de férias. As estórias num vai ter nova cada dia. Vai ter sim quando tiver um relâmpago na imaginação ou na memória. Agora está que pensar fazer uma estória numa cidade que chama Sanzalangola, sem ruas, sem chuva, que virtual mesmo, com as carecas dos que eram cabeludos, com as grisalhas dos que tinham cabelo preto. Mas que ainda num tem certeza. Ideia tem que amadurar, e essas coisas, dizem, parece parto difícil. Mas que sempre que pode eu tou aqui.

Espero ter conseguido fazer rir ao mesmo tempo que fazia recordar a cidade simpática que teve a bondade de me recolher durante tantos anos, bem como todos os que me fui lembrando. Muitas estórias haverá que contar, muitos escrivinhadores virão pô-las aqui.

Até já, contador de estórias 'malucas'.
Assinado
EU

desvarios (31)

Sanzalando em Angola
Gostei 19-01-2004 22:44 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Gostei, principalmente das 'histórias malucas'

Sou utópico porém não burro. I had a dream!

Não esqueço o passado mas gosto de olhar para amanhã, sem urgência que ele seja passado. Um dia de cada vez, basta-me!

Gosto de ser directo quando o tenho que ser, entro em rodeios se achar conveniente, sei brincar, sei falar sério. Só me aborrece mesmo é o sonho já sonhado, o ontem.

Se fosse constructor civil só faria escadas, degrau a degrau, sempre a subir

Deixem-me ser utópico

utopia

Sanzalando em Angola
19-01-2004 15:05 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Utopia é o título de um livro do inglês Thomas Morus. Escrito em 1516 descreve uma sociedade ideal que possibilita igualdade e justiça para todos. Esse título passou a designar todo pensamento que defendesse a igualdade social, mas sem apontar claramente o caminho para se chegar à ela. Assim, não chegou a constituir uma doutrina, pois o que os utópico pregavam eram modelos idealizados.

Charles Fourier (1772 - 1837)

Socialista utópico francês, filho de comerciantes, absorveu algumas idéias de Rousseau: o homem nasce puro e bom, a sociedade e as instituições é que o corrompem

Pierre-Joseph Proudhon (1809 - 1865)

Precursor do anarquismo. Defendia a diminuição da acção governamental capitalista e religiosa e a liquidação do Estado

....
para pensar ou 'bater' com a cabeça na parede

coisas

Sanzalando em Angola
Eu estava trabalhar 19-01-2004 14:12 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Na manhã de 25 de Abril de 1974 estava de serviço no Rádio Clube de Moçâmedes, emissão abria às 7 por isso devo lá ter chegado cerca das 6.45. O locutor que me acompanhava era um outro miúdo de nome Amaral - dois miúdos de serviço. Como sempre tinhamos um rádio que estava ligado á 'Emissora Oficial' ou à Emissora Nacional, nesse dia estava na primeira. Cerca do meio dia, devido às palavras dúbias resolvemos, já não sei se ele se eu, mudar para a Nacional. Como só estava da dar marchas militares e de quando em vez era lido um comunicado que não percebiamos porque não sabiamos o que sepassava, resolvemos agarrar um LP de marchas - de um português que vivia nos EUA, cujo o nome agora não me lembro, e que estava na nossa discoteca e passá-lo na integra. às 14.30, por ordem do Sr. Governador do Distrito a emissão foi encerrada, tendo sido retomada perto das 21.00 horas mas com outra equipe e nós suspensos. Mas a 27 fomos readmitidos.
A 26 apanhei uma grande bebedeira de N´Gola.
Foi ontem?


WebJCP | Abril 2007