Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Maio 2004
recomeça o futuro sem esquecer o passado

20 de maio de 2004

O meu café (23)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

"Fio": O meu café diáro

Ainda num tá na hora 12-03-2004 21:02 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Cainda num tá na hora de abrir o meu café diário. Vai-me fazer mal ao fígado, ao estômago e aos calos. Vais ver ainda vai aparecer aqui a fotobiografia da minha família a entrar na Flórida, na Oasis ou até no Combinado. Ou será na Tirol? Se calhar no restaurante Roda.
No meu café diário essas coisas ruim tem entrada não.
Senhores Administradores, agradecia que todos as mensagens que desvirtuam a génese deste fio sejam deslocadas para outro lado qualquer, por exemplo, as memórias de há mais de 30 anos, etc. etc.
Senhores administradores porque não ensinam algumas pessoas a respeitar a filosofia dos fios? Por exemplo se eu fosse para o Quitexe falar da Chibia, tinha piada?

O meu café (22)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Fio": O meu café diáro

O meu café diário XXIII 07-03-2004 22:32 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que teve fechada mas que reabriu com desconfusão nas mesas. O DáNelas que bem que fez exercício para concluir que o sr. Kota do Tio do Lito só escreve política, mas do antigamente porque de futuro desconhece ou quer desconhecer. Soba da Ganda queria conhecer Pá de Arroz. Quem não queria? Eu já disse mil vezes que sou o primeiríssimo da fila, mas ainda num ganhei. Aligator num escreveu mas silêncio quer dizer mesmo muita coisa.
Ta conversa cruzada em duas mesas. Menina Pó de Arroz educadamente explica ao sr. Kota do Tio do Lito mas ele num vê. Palavra puxa palavra, ela num desmancha a educação. Querias ver se fosse com o sr. Grilheta. Tinhas tremor de Café. Tinhas tinhas.
Faxavor abre a porta da esplanada que dá para o interior que hoje bebo café ali.
Tasca bem frequentada, O'Neil, Negreiros, DáNelas, Xantos, AulaP. Grilhetas trata bem desse povo. Tem fotos do Pinto mas quimporta se o vinho é bom. Xantos agora chama Elefante ao HC e manda vir piada de mau gosto com citação de jornal e tudo. Desgosto conversa que é desconversa. DáNelasainda um dos Molheeeeessss que mim também gosta. Gira Discos num pára mesmo.
Café tem borra hoje!

desvarios (70)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Fio": Tasca do desassosego

Olá 06-03-2004 21:52 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Onde vou comer hoje. Aqui num é decerteza. Bacalhau? Doidos...
Acho mesmo que hoje fico pelos secones.

citação:
Acabei de chegar da feira dos enchidos, passei pelo café das "tias" e convidei a Pwo a vier aqui tomar chá.


Não fazer confusão com o Franchising que mantenho nas conversas de café. Esse que o Pedro refere é aquele que tem o reclamo luminoso sempre amarelo e é o primeiro da lista. O Franshising é 'snob' mas num tem tias assim:

Aproveitando a ausência dos patrões, a empregada fofoca com uma amiga
no telefone:

- Creusa, cê não sabe da última, amiga! Eu descobri que aqui nessa mansão que eu trabalho é tudo fachada!

- Como assim, Credinéia? - pergunta a colega, confusa.

- Nada aqui é dos patrão! Tudo é emprestado! TUDO! Cê acredita numa coisa dessas?

- Como assim, fia?

- Óia só: a rôpa que o patrão usa é de um tal de Armani... A gravata é de um tal de Pierre Cardin...

O carro é de uma tal de Mercedes... Nadica de nada é deles!

- Nossa, Credinéia! Que pobreza, hein?

- E além de pobre eles são exibido! Imagina que ôtro dia eu escutei o patrão no telefone falando que tinha um Picasso...

- E não tem?

- Que nada, fia... É pequenininho de dar dó!

desvarios (69)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

"Fio": Os Elefantes Brancos

Afinal quem são os elefantes 06-03-2004 21:43 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Pópilas que me perdi.
Desgostei de ver 2 Sanzaleiros em discussão que não leva a lado nenhum. Ainda por cima dois que se encontram no Nosso País. Felizmente onde houver duas cabeças haverá duas sentenças. Vocês os dois não precisam de defender as mesmas cores, gostar dos mesmos gostos, só precisam é de falar (escrever).
Rui, após longa luta de corta e remata e ofensas e insultos e etc. a administração da Sanzala criou este Café do Desassossego onde todos estão em pé de igualdade, isto é, não há moderadores nem administradores nem primeiros nem segundos. Única e simplesmente somos iguais.
Não partilho das opiniões da Maconge, somos conterrâneos e conhecidos. Partilhei muitas das opiniões do Rui Amaro, e não todas apenas pela forma virulenta com que as expões. Feitios!

Com isto tudo fiquei a deslembrar os elefantes brancos

O meu café (21)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

"Fio": O meu café diáro

O meu café diário XXII 06-03-2004 12:34 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Sexta de noite que tem pouca gente e sábado de manhã ainda tem menos. Olha ali o Dá Nelas na chateação com Xantos por causa ainda do Banco. Num deve ser para sentar, não. Na mesa ali logo quem entra está ForKilha cantando música do Rebolho Vais e menina do Pó de Arroz tá fazer coro cum ele e tá dançar parece que tás nas nuvens. Quê? O sr. Kota Tio do Lito também tá cantar mas que num sabe a letra e que tás a inventar. Vai tudo no Quitexe que tem saudades para matar.
Faxavor quero meu café!
Aca, descobri que estive internado no Hospital e num sabia. Mas descobri que tem irmão novo. É do contra de mim mas é irmão e na família num tem essas coisas. Soba da Ganda que é meu irmão. Bonito mesmo.
Faxavor, abre ai a porta para eu ir na esplanada que dá para o interior.
Vou sentar na mesa dos tasqueiros. Me continua a chamar snob? E tas a dizer que sou franchising? Vês lá como que falas. No meu Café se pode beber café e chá e conversar, e muita conversa. Num tem álcool porque desgosto de ver gente falar com vapor etílico saindo dos poros, e depois ainda vêm dizer que não disse que disse. ForKilha me posso sentar contigo? Deixa ficar aqui a ouvir o que tão para ali a falar esses tasqueiros. Vão jogar ao Montinho ou Lerpa? Vais ver ainda jogam Dominó. Menina do Pó de Arroz que num gosta de tasca mas entra aqui responde nas provocações e vai embora. Ali na mesa que tem um elefante e que o sr, Galo desaparece de vir, se vai falando em Banco, se vai falando de outras coisas. Música continua no gira-discos.

desvarios (68)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

"Fio": Tasca do desassosego

Aos copos 06-03-2004 11:57 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Num tem franchising, não Karipas. Também não tem dedo espetado para beber chá. Tem ambiente de gente que num gosta de tasca, apenas isso.
Me deixa beber um copo do Xico Santos. Eu vou beber mesmo o carrascão que deixa nódoa e num tem detergente que a tire. Então Xico já confirmaste o banco? Posso contar-te uma coisa, não vá o 'xefe' dizer que eu num posso estar aqui?
O coelhinho e o urso

O coelhinho felpudo estava fazendo suas necessidades matinais e,quando olha para o lado, vê um enorme urso fazendo o mesmo.
O urso vira-se para ele e pergunta:
- Ei, coelhinho, você não se incomoda de ficar com os pêlos sujos de cocô?
O coelhinho respondeu:
- Não, isso é normal.
Então o urso pegou o coelhinho e limpou-se com ele.
Conclusão analítica 1 :

"Cuidado com as respostas precipitadas... Pense bem antes de responder."

No dia seguinte, o leão ao passar pelo urso diz:
- Então ó urso! Com toda essa pinta de machão, vi-te a ser enrabado pelo coelhinho ontem!

Conclusão analitica 2 :
"Independente da resposta, pense bem antes de tomar uma atitude."

O meu café (20)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

"Fio": O meu café diáro

O meu café diário XXI 05-03-2004 01:11 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Cadê o povo? Tão poucos e sempre os mesmos. Vais que ver falta o Capitão Meno e voltam a ser os mesmos de sempre.
Menina Pó de Arroz que aqui num tem Álcool para abusar. Aqui tem café e chá para ajudar a conversar e num tem desconversa.
Hoje tem festa na esplanada que dá para o interior. Já tem lá Tasca desassossegada e que promete coisas boas. Eu vou lá vou.
Sr. Kota do Tio do Lito num quer confusão e anda só por sítios mais calmos onde fez os filhos dele.
Aqui no café que está mesmo tudo cheio de vagar. Vou lá mesmo na esplanada que dá para o interior.
Faxavor abre a porta
Brigado
Tasca tá com bué de gente. Soba da Ganda só diz que parece que está em casa, O Dá Nelas feliz e já fez ementa, o Xantos nas sete tintas fazendo publicidade a Banco e comendo moelas tal como no Juca lá Porto faz muito tempo. Na mesa do Sr. Galo que faz tempo não aparece Ave Pequenina dá lição de Orçamento Geral e Soba da Ganda atira numero de muitos zeros para a frente que é impossível. O Xantos na mesma mesa volta à carga com o Banco. Vais ver e ainda é mesmo banco de pôr mataku e não dinheiro.
Forquilha anda nas brincadeiras com meninas vais ver ainda sai chamuscado parece é churrasco bem passado.
Um café faxavor ó xefe da tasca.

desvarios (67)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Fio": Tasca do desassosego

RE: Tasca do desassosego 04-03-2004 17:28 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Como não sou snob também entro na tasca; como sempre fui dado a gostar de comer bem, entro na tasca se souber que a 'cozinha' é boa. Gosto de um ou dois copos de tinto - verde para mim não é vinho e se não fosse por coisas diria que era pedofilia assim com não gosto de feijão verde - gosto de coisas mais maduras.
Sabes também não vou aos Açores, a não ser que a viagem fosse de comboio, pois nos aviões não se pode fumar e é habito que ainda tenho.
Sabes gosto de estar onde me sinto bem. Mesmo aqui conversando com o Xico e sem saber o tal banco. Se soubesse mudava as minhas economias para lá pois sempre fui de colaborar com os conterraneos.
Vou cá passando e comendo as moelas se mantiverem a receita e não adulterarem, coisa frequente em Tascas quando pensam que são restaurantes.
Um abraço e bom negócio que isto é ramo que já deu o que tinha a dar...

O meu café (19)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diáro

O meu café diário XX 04-03-2004 01:31 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tem muita gente mas que tem muito silêncio. Mesas quase num tem ninguém, só tá mesmo gente de pé a ver o que tem nas mesas. Assim como eu pode ver tudo. Só vê mesmo perna, aca e tem mesmo perna bonita por aqui, tem que tem. O sr. Asdru fala de desonestidade intelectual mas veio logo srs. Aligator e Soba da Ganda a dizer como é que é mesmo, só tem cinismo por aí. O sr. Kota do Tio do Lito continua a falar só do Sr. Eng. Ninguém consegue levar o homem para outra mesa como antigamente? O sr. Leão sem Juba ficou zangado em duas mesas e nem que parece que sabe muito pois sr. Aligator diz que só falta mesmo cumprir a lei. E o sr. Leão sem Juba que anda sempre de constituição e tratados debaixo do braço.
'Puxa, faxavor o meu café'
Sentado aqui vou vendo quem vem ao café, espreita e sai sem gastar nada, depois se admira que num tem dinheiro para a limpeza. Mas que vale que é gente simpática.
'Faxavor me abre a porta que quero ir na esplanada que dá para o interior'
Sempre os mesmos. O sr . Dá Nelas vai entrando devagarinho. Duas palavritas aqui e outras ali. Está aqui e está a ganhar a forma que lhe conhecemos. Gira-discos num tem quem num pára? Sr. Galo que desapareceu. Sr. Ave Pequenina mostrou que o Windows tem erro e erro grande mesmo. Que tem novo Caluanda que frequenta café e vai de mesa em mesa e dá palpite. Hoje cainda se não está refeito dos dois artigos que ontem o Sr. Grilheta e Sra. Feijão de Macunde botaram aqui na esplanada que dá para os interiores
Vou beber mais um café e ver se ForQuilha aparece por estas bandas.
Menina Lamb Doi foi buscar mais virtualidades para as meninas ficarem de olhos abertos e num fazerem mais nada que sonhar.

O meu café (18)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XIX 02-03-2004 21:33 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

'Faxavaor um café que tou com pressa, quero ir no chatear'
Caté parece que hoje tou sem maneiras. Mas num é que não. Só quero mesmo amar importante. Tá aí gente quer saber como é que aqui do canto sabe tudo. Num vou dizer, não. Mininas, mesmo se eu num estou aqui, faxavor de entrar sentar e esperar eu vem. Fica combinado?
Café tá compostinho hoje. Mesa da despenalização que está cheia mas num vale que tá todo o mundo mandar vir com Sr. Capota.Minina Pó de Arroz voltou falar bem mas com pequeno erro que sr. Leão que não tem Juba viu logo. Pópilas que ele tem olho de Lince. Na outra mesa que só tão dois tão inda aprotestar os virus que não sei se são de galinha se são do PC - bem razão tem minha mãe que diz para eu não ficar muito tempo no computador por causa dos virus que posso ficar doente. Sr. Kota do Tio do Lito chama por senhora do canadá que tá que não voltou ainda. Vais ver ela foi mesmo de férias e quando que vier vai encher paredes de catazes bonitos.
'Faxavor, abre a porta que eu quero ver as modas na esplanada que dá para o interior' disse eu mais uma vez com voz de importante.
Que tem mesa que tá cheia mesmo. Gira-discos num pára de tocar, vais ver um dia avaria de vez.
Numa mesa está sr. Grilheta que fala grosso e diz que só tem direito e existir quem é rentavél, lendo um papel que está assinado por um tal de R. Kurz. Minina Feijão Maconde, lê outro papel também assinado por ele outra vez e que fala economês que desentendi e perdi a meado do fio. E Soba da ganda falou que me fez cair da cadeira com a tal de medusa da lógica intrínseca até agora ocultada. Cabeça andou á roda que parece Formula 1. Na outra mesa está sr. Galo que responde a sr. Ave Pequenina, a NaTáxi, Grilheta e Kimbanda mas que parece que num tem certeza pois o sr. Ave Pequenina diz que num é assim, que sr. Galo está a atirar cinza nos olhos dele, e minina Feijão Maconde deu uma saltada ali para dizer que num desculpa ninguém mas também num culpa e que agora isso é já ontem interessa é amanhã, o sr. Grilheta veio atrás dela e disse que não, que passado importa e o sr. Soba da Ganda que num quer ficar atrás veio também dizer que é assim porque não tem quadros. Kimbanda diz que tá explicado mas num parece que seja assim, que tem qualquer coisa que num tá certo.
Noutra mesa está a juventude do ForQuilha a dizer como é que era feliz. Minino irrequeto mas sabido! Noutra mesa está ainda sozinho o Sr. Monte das Torres a dizer como se prova a existência ou não de Deus.
Tá-se bem, tá-se!
Lá tenho eu que me levantar para ir tirar o meu café aqui! Nunca mais pôe empregado para esta esplanada só para servir a gente?


"Fio": Os Elefantes Brancos
carranca
Respostas: 173
Visualizações: 1644


Questão nº2 02-03-2004 21:06 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Imberso:
- Se eram secretos é evidente que eu não podia saber e pelos vistos tu também 'julgas' saber. Não me convenceste.

citação:
2. Nas condições actuais a Unita faz a oposição que pode. Eu diria comparativamente um pouco melhor que o PS aqui em Portugal . No entanto todas as propostas feitas foram boicotadas ou ignoradas na Assembleia Nacional. Os media também não as transmitiram (são do Mpla/Governo, né ?). Ou apropriaram-se delas como por exemplo a proposta de calendário para as eleições, que o Mpla copiou ipsis verbis, mudando as datas e apresentando como sua.


Anda mesmo a fazer muito pouco. Nem os ministros da UNITA, nem a Direcção da Unita conseguem falar? Tenho lido todos os jornais "on-line" bem como a Voz da América e nada. Simplesmente vejo nada. Se calhar têm de rever a forma de actuação. Assim não devem nem ser a 3ª força política no país. Ouço mais outros partidos, chamados pequenos pela própria imprensa.


"Fio": O meu café diáro
carranca
Respostas: 604
Visualizações: 17149


O meu café diário XVIII 01-03-2004 23:12 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Quentão café semi cheio, ou como dizem os outros semi-vazio.
Hoje vou directo na esplanada que dá para o interior. Continua a discussão sobre os linhas, as águas, os limites, vais ver um dia destes aparace sr. Kota do Tio do Lito a dizer que é natural. Mas eu aqui vou dizer uma coisa que aprendi de ler. Antes dos europeus colonizarem /'descobrirem' Africa havia mais de 10 mil reinos - portanto num vai dizer que fez divisão á toa, os europeus fez mesmo foi união forçada. Mas tem também discussão dos elefantes com sr. Galo e sr. Ave Pequenina a botar faladura e um Kimbanda a deitar lenha na fogueira. Gira-discos continua a bulir música de 5 estrelas, com minina Pó de Arroz a CáLonja a buscar resma de vinis. Tem uma mesa que discute móveis para casa de homem solteiro.
Já bebi aqui o café - mas tirado por mim num é a mesma coisa. Vou masé para o Café propriamente dito. Eh Eh Eh Eh Dá Nelas espera para ver e ri. O sr. Esguima escreveu mas o dono do bar mandou ele calar. Deve mesmo ter falado calão como costuma ser. Num sei, num vi... Sr. Kota do Tio do Lito continua divagando pelo passado com nostalgia que tá parecer que é doença.
Bem, num vai o dono do café me dizer que vai fechar eu vou andando para outros poisos.


"Fio": Os Elefantes Brancos
carranca
Respostas: 173
Visualizações: 1644


1 de cada vez 01-03-2004 18:49 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Imberso
Vou só fazer um comentário. Estou cansado e por isso fico na 1ª pergunta e consequente resposta:
1 A UNITA tem minas de diamantes?
citação:
A Unita não tem nenhuma mina de diamantes. As que explorava foram entregues pelo governo a alguns generais e senhores dos regime. Das duas minas que deveria explorar comercialmente, e que segundo consta foram "acordadas" no Luena, o governo ainda não autorizou nenhuma.


Não se se foram ou não entregues a alguém...possivelmente a administradores que as administram para o Estado, como penso que se faz em qualquer parte do mundo.
Não sabia que a UNITA em vez de partido político queria ser uma empresa, e se calhar gostaria também de estar cotada em Bolsa.
Ele há coisas que não entendo mesmo!


"Fio": Aborto - Despenalização
carranca
Respostas: 31
Visualizações: 553


A realidade 01-03-2004 18:19 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

citação:
Não me parece pois que seja um acto de consciencia e de liberdade. Parece-me muito mais um acto leviano, de inconsciencia e de abuso de liberdade.


Uso aqui uma frase sua,apenas uma des muitas que podia ter escolhido, Capopa.

Não pense que só são as Mulheres não instruidas que engravidam e que depois recorrem ao aborto, evidentemente clandestino. Existem muitos 'acidentes' que podem levar a uma gravidez não desejada: o efeito da pílula é anulado quando associado a alguns fármacos e muitas mulheres não o sabem, e mais podia dizer mas penso não ser isso que está em causa.
Não imaginas o sofrimento das mulheres até ao momento da decisão. Chamares a isto leviano, inconsciente e abuso da liberdade penso eu que é ofender essas mulheres.
68 células podem ser consideradas seu humano?
O cinismo reina por estes assuntos. Conheço quem seja acerrimamente contra mas que já os praticou na clandestinidade.

Pwo: obrigado por este resumo. Sempre oportuna!


"Fio": Happy 50th, ROSA
carranca
Respostas: 42
Visualizações: 342


Parabens Rosa 01-03-2004 18:01 Forum: Celebrando...

--------------------------------------------------------------------------------

Que num tem mesmo palavras para dizer, vizinha

Contes muitos e no sungilar o Paltalk a gente fala

PARABENS


"Fio": Parabéns aos Aniversariantes 01/03/04:
carranca
Respostas: 30
Visualizações: 211


Parabens 01-03-2004 17:59 Forum: Celebrando...

--------------------------------------------------------------------------------

Já todos disseram mas eu repito




MUITOS PARABENS


"Fio": O meu café diáro
carranca
Respostas: 604
Visualizações: 17149


O meu café diário XVII 29-02-2004 21:45 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Café teve que tar fechado porque tinha falta de material. Como se diz mesmo, faltava matéria prima. Mas hoje abriu porque matéria chegou embarda. Como chegou matéria prima, logo vieram montes de primos aqui e encheram café. O sr. Aligator, aquele que parecia pabre mas num era e era parecido com João de Deus e também não era, sentou com força numa mesa e se discute a Mulher e a Gravidez ou vice versa, conforme quem senta e bota faladura. Eu mesmo que não tou lá sentado tou com uma orelha lá mesmo...
Faxavor, me sentei e você não trás meu café porquê?
Se não trás café eu vou mesmo já para a esplanada que dá para o interior e que tiro eu mesmo o meu café e me marimbo! Faxavor abre a porta!
Tá assim de bué de gente. Parece faz calor. Gira-discos num tem tempo para descançar. Sr. Galo discute com NoTaxi (minina Teka anda de taxi) e se mete Kimbanda e sr. Galo responde. Tem sr.Ave, que tinha como que desaparecido, vais ver fez férias e migrou mas já voltou, e voltou com força e záz, Sr. Galo ouviu! Noutra mesa se discute educação sexual com gente que mais nova e não só, tem ciência e gozo na mistura, com minina Dang Doi, vais ver veio de uma mistura da China, a impôr a sua sapiência. Tá bonito sim. Minina do elefante voador também botou faladura, tal como sra.dra. CaçaPá. Vais ver Conde de Ornelas entrou de fim de semana e amanhã tá aqui dando duro, como antigamente. Sr. Grilheta num podia faltar. Salta de mesa em mesa e bota e mostra livro e se queres compra e lê. Mininos vocês viram minina de Pá de Arroz? Também tem fim de semana? Malditos fins de semana...
Me esqueci de beber café. Vou me sentar numa mesa lá dentro e conversar saboreando o café.


"Fio": Os Elefantes Brancos
carranca
Respostas: 173
Visualizações: 1644


As minhas desculpas 28-02-2004 20:05 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Teka
Após o teu esclarecimento retiro o que disse e espero que me perdoes.
Uma pequena frasecitação:
Os Nitistas eram absolutamente umas puras e inocentes criaturas

que interpretei como sarcástica mas que agora esclareceste e mais uma vez estou contigo.

Perdoado?


"Fio": Os Elefantes Brancos
carranca
Respostas: 173
Visualizações: 1644


Agora pergunto eu 28-02-2004 16:22 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Agora quem vai fazer perguntas sou eu.

1 - Hoje a Unita tem ou não minas de diamantes?
2 - Passados 2 anos porque a Unita ainda não fez nada digno de oposição? (não me falem no parlamento pois as duas últimas propostas que ouvi eram de bradar aos céus.)
3 - O Gato desviou ou não fundos da UNITA?
4 - A UNITA de hoje em que lugar se posiciona na 'cena' internacional?
5 - Com tantos apois externos com dinheiro, ainda não conseguiram criar mídias em Angola?
6 - Alguém pode dizer neste momento se a UNITA ainda é a 2ª força política do país?
7 - A UNITA tem estrutura civíl ou mantém-se como político-militar?
8 - Qual a posição da UNITA sobre Cabinda?

Esclareçam-me que eu só quero compreender.

Para que não haja dúvidas eu defino-me: acredito na nova geração de angolanos.


"Fio": Oral sex linked to mouth cancer
carranca
Respostas: 15
Visualizações: 221


Explica sim 28-02-2004 12:29 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

citação:
então, mas o problema do cancro do colo do útero não é o vírus do papiloma humano ?


Como se transmite o virus?
Resposta: por pequenas feridas. Para elas existirem...
Será preciso fazer o desenho?


"Fio": Poemas com musicas...cantem se ainda se lembrarem!!
carranca
Respostas: 594
Visualizações: 3371


ComeÇar De Novo 28-02-2004 12:24 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

(I. Lins - V. Martins)


Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Ter me rebelado, ter me debatido
Ter me machucado, ter sobrevivido
Ter virado a mesa, ter me conhecido
Ter virado o barco, ter me socorrido
Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Sem as tuas garras sempre tão seguras
Sem o teu fantasma, sem tua moldura
Sem tuas escoras, sem o teu domínio
Sem tuas esporas, sem o teu fascínio
Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena já ter te esquecido...


"Fio": Poemas com musicas...cantem se ainda se lembrarem!!
carranca
Respostas: 594
Visualizações: 3371


AguaViva 28-02-2004 12:09 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Autor: Rafael Alberti
In Memoriam



Balada para los poetas
andaluces de hoy


¿Qué cantan los poetas andaluces de ahora?
¿Qué miran los poetas andaluces de ahora?
¿Qué sienten los poetas andaluces de ahora?

Cantan con voz de hombre, ¿pero donde están los hombres?
con ojos de hombre miran, ¿pero donde los hombres?
con pecho de hombre sienten, ¿pero donde los hombres?

Cantan, y cuando cantan parece que están solos.
Miran, y cuando miran parece que están solos.
Sienten, y cuando sienten parecen que están solos.

¿Es que ya Andalucia se ha quedado sin nadie?
¿Es que acaso en los montes andaluces no hay nadie?
¿Qué en los mares y campos andaluces no hay nadie?

¿No habrá ya quien responda a la voz del poeta?
¿Quién mire al corazón sin muros del poeta?
¿Tantas cosas han muerto que no hay más que el poeta?

Cantad alto. Oireis que oyen otros oidos.
Mirad alto. Veréis que miran otros ojos.
Latid alto. Sabreis que palpita otra sangre.

No es más hondo el poeta en su oscuro subsuelo.
encerrado. su canto asciende a más profundo
cuando, abierto en el aire, ya es de todos los hombres.


"Fio": Helder Simões (o "Existo_1") em estado grave!
carranca
Respostas: 361
Visualizações: 10142


Força amigo 28-02-2004 12:00 Forum: Diáspora

--------------------------------------------------------------------------------

Neste momento só posso desejar que a tua força vença


"Fio": A Filosofia no meu dia a dia
carranca
Respostas: 20
Visualizações: 275


Estrelas? 28-02-2004 11:52 Forum: À Sombra da Mangueira

--------------------------------------------------------------------------------

Obrigado por esta lição.
Divinal.
Não sou douto nem loucocitação:
tudo o que existe de bom e de melhor na sociedade humana não existe para todos mas sim para o proveito próprio de uns poucos.


sou utópicamente são e luto cada dia que passa para que o capitalismo selvagem fosse para as urtigas...citação:
Exercitá-los em acrobacias de modo a verem para além dos seus umbigos

e concordo ...(mas há umbigos bem bonitos) citação:
"menino irreverente e mal educado"

ele há cada um...


"Fio": Aniversariantes do dia 28/02/04
carranca
Respostas: 26
Visualizações: 192


Parabens 28-02-2004 11:47 Forum: Celebrando...

--------------------------------------------------------------------------------

Muitos parabens a todos
Votos de felecidades


"Fio": Oral sex linked to mouth cancer
carranca
Respostas: 15
Visualizações: 221


Leng 28-02-2004 01:11 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Se entras nos meus domínios temos maka. Falo nos cientíicos claro que os outros não revelo em público e achei muita piada ao Pedro Dornellas.
Conheces a história das bruxas que eu não acredito mas que as há....
O cancro do colo do útero tem a haver com a frequencia com que é 'magoado'. As prostitutas, em todo o mundo, inclusive em Israel, têm probabilidade maior de o ter. A circuncisão nada tem a haver com isso. Hoje, se não fôr por motivos relegiosos, já não se faz. A higiene depende de cada um/uma....


"Fio": O meu café diáro
carranca
Respostas: 604
Visualizações: 17149


O meu café diáro XVI 27-02-2004 21:38 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tem os mesmos mesmo. Num tem mais calor neste café. Só tem mesmo calor em duas ou três mesas. Noutras mesas além de vazio tem pó, muito pó que precisa de limpar. Na minha mesa tem minina que encanta com estória de encantar, suave como música conta a estória que ela lembra de pequinina. Quem é mesmo? Com aquela suavidade só pode ser mesmo Pó de Arroz. Tem também Kikas que conta estória de constelação e tem ainda minina que tem nome de um reino de ficção e que canta, mesmo olhando no olho dela e ver que está triste e amarga com o mundo uma cantiga dos Escorpiões. Na mesa ali mais ao lado, á esquerda de quem entra está o senhor da língua grande, o Forquilha a dizer que ninguém tem ideias. Bota em baixo só.
Já bebi o meu café com as mininas do meu coração vou dar saltada ali na esplanada. 'Faxavor me abre a porta?!'
Continua musica boa mas tem gente que entrou e volta a por a mesma música no gira-disco que tem que não sabe já tocou. Descubri que tem ali mesa que tão discutir côr do elefante. Que não tem côr, diz um, que tem diz outro e o amigo ecologista Soba da Ganda dá os parabens ao sr. Galo, que só olha mesmo para um lado. Mas Tekalando num vai deixar ficar assim, lhe conheço. Na outra mesa mais escondida tem discussão sobre Simula o Banco e tem senhor que parece que foi no Arquivo buscar livros, papeis e papiros e que pôs na mesa. Sr. Grilheta dá os parabens mas dz que num é bem assim pois foi alterado na alinea e ai deixei de ouvir porque me chamaram do café.
Me diz? Já viste que tem aqui outro diário. Que vi sim, mas num dá ainda para ter opinião, vai esperar para ver.
Com alegria reparei que ali, na esplanada, num cantinho estava Dá Nelas. Voltou e fiquei mais contente.

O meu café (17)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XVIII 01-03-2004 23:12 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Quentão café semi cheio, ou como dizem os outros semi-vazio.
Hoje vou directo na esplanada que dá para o interior. Continua a discussão sobre os linhas, as águas, os limites, vais ver um dia destes aparece sr. Kota do Tio do Lito a dizer que é natural. Mas eu aqui vou dizer uma coisa que aprendi de ler. Antes dos europeus colonizarem /'descobrirem' África havia mais de 10 mil reinos - portanto num vai dizer que fez divisão á toa, os europeus fez mesmo foi união forçada. Mas tem também discussão dos elefantes com sr. Galo e sr. Ave Pequenina a botar faladura e um Kimbanda a deitar lenha na fogueira. Gira-discos continua a bulir música de 5 estrelas, com menina Pó de Arroz a CáLonja a buscar resma de vinis. Tem uma mesa que discute móveis para casa de homem solteiro.
Já bebi aqui o café - mas tirado por mim num é a mesma coisa. Vou masé para o Café propriamente dito. Eh Eh Eh Eh Dá Nelas espera para ver e ri. O sr. Esguima escreveu mas o dono do bar mandou ele calar. Deve mesmo ter falado calão como costuma ser. Num sei, num vi... Sr. Kota do Tio do Lito continua divagando pelo passado com nostalgia que tá parecer que é doença.
Bem, num vai o dono do café me dizer que vai fechar eu vou andando para outros poisos.

O meu café (16)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XVII 29-02-2004 21:45 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Café teve que tar fechado porque tinha falta de material. Como se diz mesmo, faltava matéria prima. Mas hoje abriu porque matéria chegou embarda. Como chegou matéria prima, logo vieram montes de primos aqui e encheram café. O sr. Aligator, aquele que parecia padre mas num era e era parecido com João de Deus e também não era, sentou com força numa mesa e se discute a Mulher e a Gravidez ou vice versa, conforme quem senta e bota faladura. Eu mesmo que não tou lá sentado tou com uma orelha lá mesmo...
Faxavor, me sentei e você não trás meu café porquê?
Se não trás café eu vou mesmo já para a esplanada que dá para o interior e que tiro eu mesmo o meu café e me marimbo! Faxavor abre a porta!
Tá assim de bué de gente. Parece faz calor. Gira-discos num tem tempo para descansar. Sr. Galo discute com NoTaxi (menina Teka anda de taxi) e se mete Kimbanda e sr. Galo responde. Tem sr.Ave, que tinha como que desaparecido, vais ver fez férias e migrou mas já voltou, e voltou com força e záz, Sr. Galo ouviu! Noutra mesa se discute educação sexual com gente que mais nova e não só, tem ciência e gozo na mistura, com menina Dang Doi, vais ver veio de uma mistura da China, a impor a sua sapiência. Tá bonito sim. Menina do elefante voador também botou faladura, tal como sra. dra. CaçaPá. Vais ver Conde de Ornelas entrou de fim de semana e amanhã tá aqui dando duro, como antigamente. Sr. Grilheta num podia faltar. Salta de mesa em mesa e bota e mostra livro e se queres compra e lê. Meninos vocês viram menina de Pá de Arroz? Também tem fim de semana? Malditos fins de semana...
Me esqueci de beber café. Vou me sentar numa mesa lá dentro e conversar saboreando o café.

O meu café (15)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca


O meu café diáro XVI 27-02-2004 21:38 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tem os mesmos mesmo. Num tem mais calor neste café. Só tem mesmo calor em duas ou três mesas. Noutras mesas além de vazio tem pó, muito pó que precisa de limpar. Na minha mesa tem menina que encanta com estória de encantar, suave como música conta a estória que ela lembra de pequenina. Quem é mesmo? Com aquela suavidade só pode ser mesmo Pó de Arroz. Tem também Kikas que conta estória de constelação e tem ainda menina que tem nome de um reino de ficção e que canta, mesmo olhando no olho dela e ver que está triste e amarga com o mundo uma cantiga dos Escorpiões. Na mesa ali mais ao lado, á esquerda de quem entra está o senhor da língua grande, o Forquilha a dizer que ninguém tem ideias. Bota em baixo só.
Já bebi o meu café com as meninas do meu coração vou dar saltada ali na esplanada. 'Faxavor me abre a porta?!'
Continua musica boa mas tem gente que entrou e volta a por a mesma música no gira-disco que tem que não sabe já tocou. Descobri que tem ali mesa que tão discutir cor do elefante. Que não tem cor, diz um, que tem diz outro e o amigo ecologista Soba da Ganda dá os parabéns ao sr. Galo, que só olha mesmo para um lado. Mas Tekalando num vai deixar ficar assim, lhe conheço. Na outra mesa mais escondida tem discussão sobre Simula o Banco e tem senhor que parece que foi no Arquivo buscar livros, papeis e papiros e que pôs na mesa. Sr. Grilheta dá os parabéns mas diz que num é bem assim pois foi alterado na alínea e ai deixei de ouvir porque me chamaram do café.
Me diz? Já viste que tem aqui outro diário. Que vi sim, mas num dá ainda para ter opinião, vai esperar para ver.
Com alegria reparei que ali, na esplanada, num cantinho estava Dá Nelas. Voltou e fiquei mais contente.

desvarios (66)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Os elefantes não têm côr 27-02-2004 12:08 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

Imberso, Teka e Maconge gostei de vos ler.

Imberso continuas a falar do antigamente recente, sempre a culpar os mesmos. Continuas a não olhar para o espelho e ver o teu 'retrato', continuas a não fechar os olhos para poderes olhar o teu interior.
Acreditas mesmo no que escreves ou fazes 'intriga' para que pessoas como eu aprendam com a discussão que lanças?

Teka gostei do que escreveste. Não gostei do anti-nitismo, mas isso é outra coisa e para mim já faz parte da HISTÓRIA.

Maconge 'gabo-te a coragem' de estares aí a viver ao vivo e a cores a realidade, coragem que eu não tive, pelo que sofro ainda por esse cobardia. Mas melhares dias virão para mim... Mas queria eu dizer que se continuas amarga é porque ainda não acreditas que algo está a mudar. Repara que digo está e não vai.
A única coisa boa do 22 de Fevereiro.... Eu atrevo-me a dizer que já foi um passo importante. Agora, com apostas na Justiça, no Ensino e na Saúde as coisas vão ter mais cores.

Os elefantes não têm côr.

O meu café (14)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XV 25-02-2004 18:08 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Conde veio esta gente toda? Passou Carnaval e tirando as bubas o povão voltou no café. Olha o sr. Kota do Tio do Lito continua na conversa do Quitexe com gente nova, veio lá se sentar menina de Cassa Pá e contar que tio viu. O sr. Leão que num pára de escrever sobre um clube de Lisboa que tem riscas, parece zebra mas que são verdes.
'Fazavor, o meu café?!'
Xantos se sentou na mesa das estórias com Aligator e contou uma estória de encantar.
Vou dar um pulito na esplanada que dá para o interior. FCPorto que está aqui? Vais ver FCPorto incomoda muita gente e por isso veio apanhar ar. Olha tem elefante branco que parece num é elefante. O ForQuilha dá no duro no sr. Galo. Sr. Galo num endireita desta vez. E o Herói que num é mais herói também tem discussão grande. Mesas parece que tão mesmo com animação animada. 'Quero um café aqui também'. Me sentei e fiquei a ouvir música bonita que sai no gira-discos. Menina Pó de Arroz que ainda não veio do Carnaval ou fui que num vi beber o chá de Caxinde? Menina Tekalando tá com discussão bonita e ainda convida nos copos. Eu vou que sim. Sr. Grilheta continua dando forte e parece que também vai.
Volto no café a tás nos Estados Unidos a mandar fax a dizer sobre presidentes e etc. Café aqueceu um bocado mas...


(Os fios mais vistos continua a ser o do Sporting e este café de repouso...)
Vais ver ainda mudas de rumo...

O meu café (13)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XIV 24-02-2004 22:27 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Dasssssssssssssssssssssssssssssssssssss
Frio do caraças.
Deve ser é Carnaval e num tem gente no café.
Só tem gente na esplanada que dá para o interior. Tá discutir tem herói ou não. Tem gente que mais uma vez anda pensar curto.
Mas dentro do café é quem ninguém mesmo. O sr. Aligator deixou recado no na minha mesa,dizer que tem mofo. E num é que tem mesmo?

É Carnaval, tem mundo ainda de olhos toldados de tonteira que num pode vir no café hoje.



(trespassa-se para mudança de poiso)

pensamentos

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

23-02-2004 18:04 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Lição de Sócrates
Se muita gente que nós conhecemos utilizasse esta regra, acreditem, o mundo estaria muito melhor...

Saudações Socráticas

... Na Grécia Antiga, Sócrates detinha uma alta reputação e era muito estimado pelo seu elevado conhecimento. Um dia, um conhecido do grande filósofo aproximou-se dele e disse:
- Sócrates, sabe o que eu acabei de ouvir acerca do seu amigo X?
- Espera um minuto, respondeu Sócrates,
- Antes que me digas alguma coisa, gostaria de te fazer um teste. Chama-se o Teste do Filtro Triplo.
- Filtro Triplo?
- Sim, continuou Sócrates,
- Antes que me fales do meu amigo talvez fosse uma boa ideia parar um momento e filtrar aquilo que vais dizer. Por isso é que eu lhe chamei o Filtro Triplo.
E continuou:
- O primeiro filtro é VERDADE. Tens a certeza absoluta de que aquilo que me vais dizer é perfeitamente verdadeiro?
- Não, disse o homem, o que acontece é que eu ouvi dizer que...
- Então, diz Sócrates, não sabes se é verdade. Passemos ao segundo filtro, que é BONDADE. O que me vais dizer sobre o meu amigo é bom?
- Não, muito pelo contrário...
- Então, continuou Sócrates, queres dizer-me algo mau sobre ele e ainda por cima nem sabes se é ou não verdadeiro. Mas, bem, pode ser que ainda passes o terceiro filtro. O último filtro é UTILIDADE. O que me vais dizer sobre o meu amigo será útil para mim?
- Não, acho que não...
- Bem, concluiu Sócrates, se o que me dirás não é nem bom, nem útil e muito menos verdadeiro, para quê dizer-me?

Usando o Triplo Filtro pouco posso dizer das perpectivas para Angola. Unicamente que tenho um sonho: Os Angolanos vão conseguir.

O meu café (12)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XIII 23-02-2004 17:41 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tanta gente tem no café. Fumarada e palavras são mais que muito. Que tem mesa para mim? Que hoje fica na mesa do casal simpático que tá ali. Na mesa do lado tá sra. Pó de Arroz a contar o Carnaval lá do Kimbo dela. Que já tou a ver eu na farra.
'Faxavor, um café duplo'.
Menina bebe chocolate porque tá constipada e rouca? Olha a gordura. Mas que sabe bem num tem dúvida. Então sr. Galo, parece que num tem herói aqui. Menina do Pó de Arroz que explicou mais que bem depois do Aligator. Mas como essa conversa se passa lá na esplanada que dá para o interior ele que não vai lá num sabemos mais coisas bonitas e sábias que ele fala. Aqui que tem poesia.
Olha só naquela mesa que tem sr. Leão a dizer que foi roubado por um senhor que se chama Para Ti, e que assim num vai dar de campeão. Vais ver que Para Ti joga com o Vicente do Galo, que não é família do sr. Galo que está sentado na minha mesa. Mas na esplanada tem um sr. Murdok que gosta de Carnaval e parece que tem virose nos dedos pois parece que todas as mesas ele põe a fotografia dele mascarado. Na mesa do gira-disco que tem menina nova a pôr música bonita.
Tem também o senhor ecologista que parece Régulo da Ganda a dizer que o Sr. Grilheta ainda que não disse nada de novo para 2004. Num sei se foi com aumento do frio se é mesmo porque é Carnaval, café parece mais quentito. Sr. da ForQuilha, que tem boca grande também tem estado muito falador. Gostei. Mas que será que tem passado com o Conde Ornelas que tem faz muito tempo que não tem falado nada. Vais ver ainda está procurar máquina de lavar nova.
Vou ficar a beber o Café duplo em silêncio que tem muito que ouvir.

O meu café (11)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário XII 21-02-2004 20:36 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tá aqui e vai estar confusão. Me deixa sentar na mesa e 'faxavor o meu café!' Ali o sr. Galo, que tem foto nova hoje, que já num parece antropólogo mas camaleão, que deve ser é Carnaval, se sentou hoje numa mesa sozinho e começou gritar por heróis. Mas pareceu Kimbanda e Aligator dizer que não. Vais ver ele vai na esplanada que dá para o interior. Que vale mesmo é que café tem ventoinha, se não, estava agora vazio, pois o Kota Tio do Lito zangou com Aligator por não ter dito nos Bons Dias e deitou cá para fora o conteúdo gasoso que se acumulara na ampola rectal. O sr. Grilheta escreveu estória de desencantar nas estória de encantar. Vais ver ele toca todos os instrumentos da orquestra. Me deixa ir na esplanada só um minuto? Obrigado chefe. Que tem cartaz a anunciar que tem paz faz dois anos. Tem meninas olhando fotos e tem meninos criticando. Mas tem desacordo sobre ser ou não ser português. Continua música bonita da Menina Pó de Arroz.
Vais ver ainda vem bomba de mau cheiro aqui também me deixa ir na sala.
Pouca coisa ainda. Tás a ver o que dá ser Carnaval senhor dono? Tá tudo disperso e mascarado de nada.

desvarios (65)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Para as meninas 21-02-2004 14:18 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

A realidade:
Um homem estava em coma há já algum tempo.
A mulher estava à cabeceira dele dia e noite.
Um dia, o homem acorda, faz sinal para a mulher aproximar-se e sussurra-lhe:
- Durante todos estes anos estiveste ao meu lado.
- Quando me licenciei, estavas comigo.
- Quando a minha empresa faliu, estavas lá a apoiar-me.
- Quando perdemos a casa, ficaste perto de mim.
- Quando perdemos o carro, também estavas comigo.
- E quando fiquei com todos estes problemas de saúde, acompanhaste-me sempre.
- Sabes que mais?
Os olhos da mulher encheram-se de lagrimas:
- Diz amor.
- Acho que me dás azar!


Entem no mundo real e deixem-se de virtualidades proprias da adolescência

O meu café (10)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diáro XI 20-02-2004 20:45 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que fico na porta quem nem senhor Galo que agora tem rosto que bem aparado e tudo. Olho serenamente para dentro do café, porque tudo parece que tem sereno na cabeça. Num passa nada. Só senhor Aligator que acordou que nem azia partiu a loiça mas que num precisa pagar - 1 vez tem desculpa. Senhor que é dono da Ganda é que tem falado e diz que o Homem sexual é aberração e num gosta deles. Mas sr. Aligator foi que buscar artigos e jogou na mesa dele. Vai que tem complicação depois, digo eu que num sei. O Sr. Grilheta tem que tá a falar de Quitexe que já num é Quitexe e o sr. Kota do Tio do Lito num gosta de política. Tem sra. Macau que diz que também e 'bate' nele - que ele merece para ver se discussão abre apetite e aquece o café que tá frio.
Me sento masé! 'Faxavor um café!'.
Sr. Galo se senta mais eu e se conversa sem abrir a boca, tá com poesia nos olhos. Num discute que nada. Nem discute que os outros galos já estão que nem se entendem por causa da esquerda e do centro. Se sentou e pediu também Café.
O sr. Aligator que parece que nem João de Deus moderno diz que escreveu a última estória que não tem mais estória para os filhos dos que estão nas mesas. Vais ver eu não acredito.
O sr. Leão que anda com constituição debaixo do braço que deve ser por causa do Mouro pequenino, diz que é inconstitucional mas que acho que num percebeu que Eka, morena linda de Angola, disse. Também diz que já anda a falar que vai muito tempo em Corrupção e que precisava vir agora um de Lopo Nascimento dizer, porque parece que ninguém acreditou quando ele falou. Que fui ouvir e num encontrei ninguém que disse isso. Mas que deve ser matumbice minha mesmo.
Sra. Pó de Arroz, menina que tem muito creme que parece tem máscara, bota disco que tem maravilha de bom. Que escreve que tem parece enciclopédia dentro dela, que faz parelha com sr. Aligator sobre muitos assuntos.
Na esplanada que dá para o interior que continua tudo mais frio que gelo. Mas que pior que aqueles que obrigaram o dono do estabelecimento a fazer as obras também que num aparecem, nem para falar do primo da tia do cunhado do irmão que foi ali e num voltou ainda.
'Faxavor, dois cafés para esta mesa. Mas escalde as chávena'.
(a foto do café que num está mal mas este café que tem esplanada que dá para o interior)

O meu café (9)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário X 19-02-2004 20:20 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

! café que tá cheio hoje. Mas num tem fumo. Só tem mesmo bué de gente. Tem mesa para mim? 'que tem sim'. Faxavor eu quero um café e um medronho. Taçi um tal que teve de férias ao sábado a querer catrapiscar a menina que usa tanto creme na cara que parece que tem máscara, a pedir para ela não pôr mais creme que quer ver a cara dela. Mas menina faz que num liga e escreve estória de encantar, na companhia do Aligator que parece que é padre mas num é, que parece que é João de Deus mas também num é. Vais ver inda é o Pacheco Pereira, em versão melhorada. Aqui no café que tem pintura de VanGogh, mas tem que diz que gosta mais do Picasso e o Pachego gosta mais do Zé dos Anzóis. Naquela mesa onde estão a discutir o Sexo está calor que nem menina do deserto que diz que aprendeu acalmou os ânimos deles. Menino da grilheta no tornozelo veio aqui falar lá do Kimbo dele mas o Kota do tripé que parece máquina de fotografia mas que chama 'tio do lito' parece que num gostou da incomodação.
Pois é, com tanta gente e num tem fogo. Deve que ser mesmo do frio que as ideias estão fracas.
Vou na esplanada que dá para os interiores - faxavor me abre a porta.
Tem que está como não está. Meninas tem fotografias virtuais que num é real, estão a dizer que o menino da grilheta deve ser Governador da Califórnia mas que tem que ir no Ginásio primeiro. Tem Ave que fala de corrupção que chama Lobby. Aprendi que nos terra pobre se chama Corrupção e nos ricos se chama Lobby. Sim, que nem aí tem mistura.
E na mesa do gira-disco continua a se ouvir mesmo boa música.
Afinal já não quero o medronho. Fica mesmo só o Café.

O meu café (8)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário IX 18-02-2004 23:13 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Café hoje está mesmo com muito ar e pouca gente. Caté me apetece perguntar ai no dono porque fez sala lá na esplanada que dá para o interior e tem que pedir nele para abrir a porta? Que todos os que antigamente vinham aqui mandar vir com uns e outros, fazer makas, num sei se com frio se com outras coisas desapareceram que ninguém mais lhes vê. Foi mesmo só para fazer obra no Café?
Está faltar gás nessa gente. No fio que podia dar fogueira, lá dos que são mas não são mas são e pronto, vai levantando fumo mas é mesmo pouco.
Aqui na minha mesa tem muita gente que só vem espreitar os escritos, parece que num querem zaragata, ficam só que ouvindo e lendo eu falar comigo. Na mesa da direita de quem entra só tem mesmo um que insiste lá com uma bandeira. Vais ver ele tem razão. Até aquele senhor que parece antropólogo, que fica na porta a estudar os que estão na mesa, pôs foto que está nem parece cum ele. Só mesmo na crista.
Vou inté na esplanada ver como estão os pesos dali. ! Tem galeria de foto de homem que num parece que é homem. Só pode mesmo que ser uma chinesisse virtual. Tem boca grande que pôs fotos dele que parece que é camaleão. Aqueles dois estão mesmo com vontade de ouvir música bonita. Vai sair triplo CD.
Mas também que num tem que novidades.
Voltai almas perdidas que logo de manhã calçam luvas de boxe para não virem teclar para o café.
'Faxavor quero um café duplo e uma aguardente velha, em balão aquecido'. Menina de creme na cara está beber Kissangua de ananás? Num quer mesmo voltar no chá de capim para escrever coisas bonitas que eu gosto de ver. Menina de creme na cara senta ali com JDeus moderno e dá balanço nele. Manda ele também ir na esplanada desassossegar um bocadinho só. Num é só criança que tem direitos.

Senhor dono do café me diz só se valeu pena dividir o café? Até senhor Nobrega está sempre sentado num canto que parece que tá triste. Aquele senhor que escreve poemas de amor em tinta cor de rosa que zangou muito num escreve nada destes lados.

Hoje só bebo mesmo este cafezinho que a sala está mais que morna. Desgostei de hoje.

O meu café (7)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário VIII 17-02-2004 18:35 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que entro no Café derrepentemente e olho todos os cantos. Quem foi que pôs essa essa música mesmo? Menino essa música neste café é que não dá. Este café é para conversar, ouvir o ruído do silêncio, meditar e num tem nem TV nem rádio. Está despedido com a grilheta na perna. Só pode mesmo ouvir e conversar. Afilhado du Barbosa num tem que chorar, garrafas tem de estar arrumadas, num pode misturar gasosa com Vodka nas estantes...Queres ver agora café tem mulher-a-dias com vassoura e tudo? Desprecisa menina, aqui num tem lixo, tudo é reciclável, que pode demorar uns mais que outros na reciclação mas tudo tem aproveitamento. Senhora do sorriso lindo e abraço pronto num fica triste que tem sempre lugar aqui, na minha mesa nem que seja para conversar no silêncio de sem palavras.
Tanta gente vem aqui beber o café. ! desqueci de pedir o meu. 'Faxavor, um forte que estou cum sono'.
Naquela mesa dos bárbaros estão a discutir agora que os Viginks estão por estas bandas mascarados de impostos. A senhora dos cartazes tá dizer adeus. Mas vai embora e para onde? Desentendi o adeus. Lá naquela mesa que tem discussão sobre assunto mais que muito sério está um senhor que tá falar mas que grita no mesmo tempo, e fala uma coisa parece bombom mas que desentendi e um senhor empregado parece que diz que é tolerante mas que ele tem de ter cuidado. Despercebi a conversa, que deve ser por ter muito que ouvir e ao mesmo tempo.
'Faxavor um café mais forte que o outro'
'Minha senhora quer um chá?' se sente aqui e tome comigo que prometo que vou deixar de fumar. Senhor J. de Deus moderno e ar pedagogo que antes trazia Bíblia trás agora um caderninho onde escreve estórias de criança. Tá feito mesmo que todos querem tirar fotocópia para contar nos netos.
'Minha senhora, vou deixar aqui um bocado que quero ir espreitar na esplanada. Num se importa?' ...'brigado'.
Que tem esplanada? continua a ter o self serviço de tirar café e outras bebidas mais fortes, tem mesa com música de 'colidade' que num sei se num foi feita só com uma nota, de 20 paus. Mas ali, senhora da máscara e senhor de pulseira continuam na colectânea de qualidade. Será que num tem quem faz CD dessa mesa? Que eu dava comprado. Também virou galeria de arte, tem quadros bonitos pintados na pele deles mesmo. Tem uma mesa onde que está uma senhora sozinha falando espanhol...'persuposto' está deslocada.
Que voltei no café. 'Brigado minha senhora por ter esperado por mim' 'De nada' respondeu com o sorriso mais lindo que conheço. Me sentei e fiquei á espera de ver quem mais que vinha. Silêncio nesta mesa que tem como tema o diálogo do silêncio. Num tem que precisa falar. Coração fala que melhor muitas palavras.
Menino da língua grande te avisei num anda na chuva, tem gripe e constipação que num trata, só alivia.

O meu café (6)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário VII 16-02-2004 19:36 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Num tem palavras para dizer. Café que está outra vez maio vazio, mas esplanada que dá para os interiores tem cada vez mais que gente que até abriu balcão que chama Café Nicola. Felizmente que ali num tem empregados, mas que num é que nem precisa? Café está alo para ser servido por eles mesmo - cliente que num percebe caté estranha. Tem música da boa mesmo boa. O Pulseira na perna que num passa neste café só se for obrigado e a menina da muita maquilhagem que parece quem tem máscara na cara e num gosta de café nem de fumo, só bebe Chá de Caxinde que trás com ela mesmo, e agora com mais uns ás volta da mesa e num gira-disco vão pondo discos atrás de discos e discutir a qualidade do altamente qualificado (esta saiu bem). Num cantinho, semi-escondindo estão dois marmelos a pôr a música do MNF, que diz falta a música da família dos Nóbregas, e tem um que não compreende como se não gosta dessa música. Noutra mesa ainda se está a falar de Cabinda e noutra se fala do preconceito racial, mas de modo racional que parece que tem moderador a comandar as operação. Vais que ver um dia fecham este café para ampliar a esplanada, e lá vou eu para o desemprego de aguçar o apetite. Tem gente que gosta desta mesa e se fica por aqui a contar estórias para criança entender, que parece mesmo mestre João de Deus, nos tempos modernos. Tem uma mesa que num está muito concorrida mas tem quem vai ouvir que fala naqueles que não são eles e naquelas que não são elas. Tem ainda quem não entende. Mas eles explicam tudo direitinho mesmo.
Comecei a falar e esqueci de pedir o meu café com açúcar mesmo que não gosto dessas coisas que parece que imitam.

O meu café (5)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diario VI 15-02-2004 19:28 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Cum raio, havia de estar frio. Parece que tamos no Inverno outra vez. Vais ver vem aí gripe outra vez. No sei se é das galinhas ou dos galos, mas que com este frio um homem tem de beber café bem quente. Café tem concorrido de gente. Ali tá-se falar de tristeza e com todas as razões porque inundação devia ver onde estava deserto para acontecer. Mas como é também se tá a discutir quem escreveu 'os meninos de Huambo'. Menina do deserto disse e bem de dizer. Mingas, Paulo de Carvalho e Dino só cantaram mesmo. Tem gente na outra mesa que tá falar de MULHERES. Tem coisas bem bonitas, pois mulher é sempre bonita e por isso deve ser dito só mesmo coisas bonitas. Não vem que não tem ó senhor ecologista que foi ali dar uma ferroada nas Mulheres, que sei é só provocação. Tens uns noutra mesa que está a falar de futebol, FCP ainda não jogou mas eu sei que já ganhou por isso num vou ver.
Senhor das barbas que antes andava com a Bíblia agora tá contar estórias para os meninos dos pais que andam por aqui. Estórias bem bonitas. Tem bué de gente que está só atento a beber mesmo as palavras que ele diz
.Será que na esplanada que é no pátio interior tem cobertura e aquecimento. Que vou para lá espreitar. Sr. Empregado me abre a porta da esplanada, por favor.
! Tem mesa que discute racismo e tem números no ar que não pode provar. Mas tem de dizer que pensa que é assim. Que não dizem outros. Parece que está tudo de acordo mas os números é que não estão certos. Vais ver tem de fazer referendo para contar todos. Porque parece mesmo é só problema dos números. Está um matumbo a dizer que o problema é da vista dele. Vais ver tens de mudar de lunetas.
Catano, menina da máscara na cara e mais aquele que tem pulseira no tornozelo que tão falar de música e da música que os anos não apagam nem riscam nem beliscam. Tem de dizer no dono do café para fazer um álbum de música que eles cantarolam ali. Sucesso tem de certeza.
'Faxavor, um café escaldado'


"Fio": Bora malta!!!.....A kazecuta já começou!!!...

O meu café (4)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diario V 14-02-2004 21:03 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tem nesse mundo mesmo? Café que tá fechado? Pois é vai ver dia dos namorados não tem gente nos cafe, só mesmo nos shopping, comprar lembraduras para esquecer amanhã.
Que estou distraído, é porque é só mesmo sábado!
Mas parece que tem gente na esplanada. Como essa gente entrou se porta está que parece estar fechada?
Mentira. hoje estou que não apetece escrever. É sábado e eu tenho que preguiçar

O meu café (3)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diário IV 14-02-2004 00:25 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Hué! café hoje num tem nem pingo de fumo no ar. 'Minha' mesa hoje está vazia! Deve ser é sexta feira. Tem algumas mesas muito cheias de gente que tá só beber gasosa. Nem falam mas olham para lado nenhum se calhar.
Tou na porta, tou que não sei se entro se saio, se fico ou se vou. Tou, apenas por estar. Vou na esplanada? Se calhar vou que não tem mordedor. Péra aí! Naquela mesa tá dizer que tem bárbaro aqui, mas que num tem olho azul nem é loiro. Mas tem outro que sempre veste de verde parece é ecologista que diz que trabalha mas num tem ordenado médio assim como num tem hora para entrar ou sair. Verde vai ficar muito claro sem sol, assim...Vou mas é entrar. Me ponho de bicos de pé para ver se todos vêem que estou entrar mesmo. Ainda tusso. Me sento na mesa tão direito como ortopedista disse por causa da coluna, e sempre fica bem, ter boa postura. Ali, mais lá, tem mesa que diz como dar murros com o cotovelo e coisas de Tá Com Dor.
Na mesa do costume lá estão a menina que parece tem máscara de pó de arroz a beber o seu chá e padre que num é padre pois hoje num tem Bíblia, tem livros de 3 kg, a beber a sua aguardente. Despercebo do que falam mas falam bem e estão animados. De vez em quando vêm gente ali que parece que diz alguma coisa e depois fica em pé que tá a ouvir.
Hoje na esplanada parece que não tem animação, mas tem. Tá curioso que sendo uma uma esplanada que não dá para a rua mas para o pátio interior, não tem irritação. Só tem mesmo democracia de levanta o braço para falar, fala e depois que ouve, mesmo que seja do contra ouve. Tem miúdo traquina, que tem língua grande e fala só de provocação provocante e quando bebe café parece de litro, e salpica tudo.
Hoje num fico. Hoje vou porque é sexta-feira e tenho que ir na boite ver as garinas

reencontro

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

estoria a despropósito 13-02-2004 13:50 Forum: Liceu Américo Tomás

--------------------------------------------------------------------------------

Num é Março e num está a chover

Que estou em casa a fazer horas - coisa que gosto de fazer hobby mesmo. Toca o telefone. É Domingo e é de tarde. Que querem estes gajos. Às 14.30 eu vou e já me estão a dizer que tenho que ir mesmo já? Portugueses apressados estes algarvios. Me meto no carro, barafusto mas ninguém ouve. Chego no Estádio do Portimonense e vou falar com o Engenheiro que me telefonou. 'Que se passa assim tão urgente?'. 'Ó Dr. não se zangue, está ali um senhor da Liga de futebol que quer urgentemente falar consigo!' Mas que tenho alguma coisa com a liga? 'Quem é?'

Me aparece um senhor assim a dar para ter nascido nos dias mais largos e com algum vento pois cabelo que está a faltar.

Troca olho no olho. Um abraço com quase trinta anos.

Marzé de seu nome

Hoje num deixo passar mais tantos anos.

Um abraço

Millôr Fernandes

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

12-02-2004 20:14 Forum: Café do Desassossego

--------------------------------------------------------------------------------

"f**a-se", por Millôr Fernandes


O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional a quantidade de "f**a-se!" que ele fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do "f**a-se!"? O "f**a-se!" aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas. Me liberta. "Não quer sair comigo? Então f**a-se!".
"Vair querer decidir essa m**** sozinho(a) mesmo? Então f**a-se!" O direito ao "f**a-se!" deveria estar assegurado na Constituição Federal. Os palavrões
não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia. "Pra ca*****", por exemplo.. Qual expressão
traduz melhor a idéia de muita quantidade do que "pra ca*****"? "Pra ca*****" tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas pra ca*****, o Sol é quente pra ca*****, o universo é antigo pra ca*****, eu gosto de cerveja pra ca*****, entende? No gênero do "Pra ca*****", mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso "Nem f**endo!" O "Não, não e não!" e tampouco e nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade "Não, absolutamente não!" o substituem.
O "Nem f**endo!" é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo "Marquinhos, presta atenção, filho querido, NEM f**ENDO!". O
impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicínio. Por sua vez, o "porra nenhuma!" atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional. Como comentar a gravata daquele chefe idiota senão com um "é PHD porra
nenhuma!" ou "ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!". O "porra nenhuma", como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha. São dessa mesma gênese os clássicos "aspone", "chepone", "repone" e mais recentemente o "prepone" ? presidente de porra nenhuma.Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um "Puta-que-pariu!", ou seu correlato "Puta-que-o-pariu!", falados assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba. Diante de uma notícia irritante qualquer um "puta-que-o-pariu!" dito assim te coloca outra vez em seu eixo. Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecidotroco ou o safar de maiores dores de cabeça. E o que dizer de nosso famoso "vai tomar no cu!"? E sua maravilhosa e reforçadora derivação "vai tomar no olho do seu cu!". Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: "Chega! Vai tomar no olho do seu cu!". Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e saia à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios. E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de
definição do Português Vulgar: "f**eu!". E sua derivação mais avassaladora ainda: "f**eu
de vez!". Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação? Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? "f**eu de vez!". Liberdade, igualdade, fraternidade e f**a-se!!!

O meu café (2)

Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

O meu café diáro III 12-02-2004 19:44 Forum: Conversas de Café

--------------------------------------------------------------------------------

Que tá um pouco barulhento aqui. Mais do que é costume mesmo. Hoje também tem mais gente. Mas o senhor que ontem não entrou hoje resolveu dar uma entrada e foi de modo que só na esplanada do desassossego que parou. Eu bem que dizia que ele estava com dúvida mas não tem dúvida quando viu que aqui estava morno a dar para o frio. Lá que parece que está bem de estar a conversar.
Aqui, neste lado do café tem uma senhora que deve estar que pensar que eu percebo de desenhos ou publicidade: tá sempre a mostrar essas coisas. Desentendo essa língua como desentendo a língua dos egípcios antigos. Mas diz que num gosta de café nem de fumo. Vais ver que quando for velhinha de bem velhinha vai morrer de saudável, nem gripe nem nada.
E o senhor dos poemas de amor e cor de rosa vestido também colou cartaz de almoço. Vais ver que aquela escola era do Lubango. Já estou a imaginar o poema a falar da piscina, do Cristo-Rei, da Siral e da N´Gola.
Mas a mesa dos filósofos hoje tem mais um senhor que tem sotaque de brasileiro e tá a falar parece de carros coreanos ou japoneses, pois eu daqui num estou mesmo a perceber bem o que eles falam. Sei que esteve lá o empregado novo e antes de pôr o Chá de Caxinde para a senhora que tem muito pó na cara que parece tem máscara e de levar uma aguardente velha para o senhor da Bíblia, esteve a dizer como eles deviam estar sentados, como deviam pôr as mãos e se calhar também disse como deviam usar a boca para falar, penso eu, que daqui num deu para ouvir pois tá muita gente a querer ir para a esplanada e tá gente que não quer ir, parece confusão mesmo.
E que tá a demorar servir o meu café. Vais ver desconseguiram e só servem a mim na esplanada.
E aquele senhor que parece que é ecologista grita lá na esplanada que daqui estou a ouvir - 'COLONOS' - foi a única palavra que deu nos meus ouvidos.
Queres ver que tenho que lá ir espreitar o que se passa?
... Dei só lá um saltinho. Aquele senhor que entrou a correr e só parou na esplanada diz que o que usa pulseira de controlo da polícia usa os dados conforme lhe apetece e que num pode ser assim. Tanto fumo e num tá ninguém fumando. Estás ai estás trovoada tropical.
'o meu café, vem ou não?'
Vou para a esplanada


WebJCP | Abril 2007