Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: autor ou personagem
recomeça o futuro sem esquecer o passado

10 de outubro de 2007

autor ou personagem

Me sento por aqui e escuto a minha estória pela minha boca. Eu sei que sou uma personagem cuja a vida decorreu segundo os desígnios traçados pelo autor, que por acaso até sou eu mesmo na falta dum melhor, sendo por isso culpado das graças e desgraças. Mas isto tudo não quer dizer que tudo é fruto da imaginação, sendo uma parte importante fruto da experiência pessoal, quer vivida quer imaginada, e de um grande carregamento de sentimentos, vivências, sem intenção literária ou novelística. É muitas vezes impossível dissociar-me de dos estados de humor, do ânimo e desânimo. Às vezes me apetece entrar em coma profundo e me calar, ou porque a voz me dói ou porque as palavras simplesmente não querem sair. Outras vezes me quero calar mas a voz parece ter personalidade e vida próprias não dependentes do meu querer.
Me sento por aqui e me apetece despedir o autor e ficar apenas a personagem até encontrar uma nova estória não dependente de estados de alma, perfeita e com novos mundos. Mas a proximidade de ambos é tanta que se torna difícil distinguir um do outro e até poderia acontecer despedir erradamente, o que seria duma irreparável consequência, pelo menos para mim, que não sei já se sou autor ou personagem.
Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007