Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: em continuando
recomeça o futuro sem esquecer o passado

3 de outubro de 2007

em continuando

Me sento por aqui e em mim procuro as respostas. Ponho as mãos em forma de concha em volta dum dos ouvidos para melhor me ouvir. Mas parece mesmo que as palavras me mordem e me arrepiam nos intervalos dos silêncios.

No Ipod ouço uma música suave para não calar as tuas palavras, para adoçar os teus sentidos.

Percorro as ruas da tua indignação e reencontro sentimentos que ainda são novos.

Olho à volta. Marco um número no telemóvel na esperança que através dele me chegue um pouco do teu calor, uma ar da tua graça, um cheiro do teu perfume.

Tomo o meu redbull que segundo o anuncio me vai fazer ganhar asas e num ápice vou estar aí.

Tenho esperança de te voltar a ver, nem que seja por um momento apenas, tempo necessário para consolidar em mim todas as ideias, todos os caminhos e todos os sonhos.

Me sento aqui e com o pensamento caminho pelas ruas inéditas da nossa existência.

Fecho os olhos e com a magia dum trampolim me salto de mim e me encontro num empedrado de incertezas e angustias.



Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007