Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: um hoje
recomeça o futuro sem esquecer o passado

21 de dezembro de 2007

um hoje

Aqui estou sentado sobre o meu constante pensamento sobre ti. È impressionante como a minha vida se empenha em que eu te esteja sempre a recordar. Não, não é minha intenção esquecer-te, porque isso seria esquecer-me um pouco de mim, da minha alma. Eu mesmo só queria não te recordar tanto. Mas todo um conjunto de coisas não me deixa desfazer-me tanto de ti, nos meus sonhos, nos meus pensamentos e na minha viagem fotográfica pela vida. Se não é uma canção, um poema, os amigos e as suas estórias, é a minha estória que me leva para ti.

Aqui sentado me preocupa a forma como o destino maneja a nossa vida. Podes estar agora a pensar que estou louco mas a verdade é que no mais profundo da minha existência me assalta a ideia que as nossas vidas estão ligadas dum modo inexplicável.

Não me consigo esquecer as palavras que já te disse, os versos que te cantei no meu silêncio, o olhar que te troquei quando estávamos frente a frente, os sonhos que sonhamos sem tu saberes.

Hoje me sinto assim como o ramo daquela árvore que te esqueceste de regar, me sinto assim como nem o mar que nos separa e é atirado contra as rochas.

Aqui sentado te digo, assim como a todos os que de passagem vão ouvindo as minhas palavras:

BOM NATAL.


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007