Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Me sento em palavras
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de junho de 2008

Me sento em palavras

Olha lá, hoje me sento que estou cansado. Vejo o zulmarinho, lhe falo com silabas de olhar e lhe carrego com as minhas lágrimas que não choro.


Tu sabes que eu tenho andado pelos ciclos do tempo, pulando de esperança em esperança, respondendo a cada silêncio e olhando o céu à espera que algo me caía.
Por isso é que estou cansado e me sento.
Tu sabes que para mim mesmo o negro dos mais negros céus será sempre um cinzento bem clarinho, que os ventos ciclónicos que me chegam do mar mais não são que amenas brisas que me despenteiam.
Por isso é que estou cansado e me sento.
Tu sabes que os coices que me dão na alma são pequenas carícias fragmentadas de lição, que os dias mortos de saudade são apenas dias de lembranças.
Tu sabes porque é que eu estou cansado e me sento.








Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007