Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: tranquilamente
recomeça o futuro sem esquecer o passado

25 de junho de 2008

tranquilamente

Aqui estou eu num sentar tranquilo de olhos postos no zulmarinho como que a querer rever todo um filme na sua tela gigante.
Bem, na verdade há assim como que uma excitação pensar que um dia tu podes descobrir o que eu penso aqui, que os diálogos que tenho comigo te cheguem ao ouvido como que por artes mágicas.
Só de pensar que aqui, sentado ou caminhando, me transparentizei por completo e tu me podes descobrir assim num tal e qual eu me sou me deixa com vontade de te gritar a dizer que estou aqui.
De verdade que o que eu pensei ou me conversei não posso apagar de ter pensado ou conversado.
Por isso é assim uma excitação o não saber quando vais saber estas coisas que eu não te disse mas me pensei ou me falei para não me esquecer.
Lembro-me que foi por aqui, sentado ou caminhando, no silêncio ou ouvindo o marulhar, que eu tomei a decisão de recomeçar dum novo zero mais uma vez.
Lembro-me que é aqui que eu continuo a pensar que um dia vou zerar, nem que para isso eu tenha de passar as piores noites, desconseguir fechar os olhos e transpirar numa ofegante respiração de quem não consegue conciliar o sono e a excitação.
Aqui estou eu, na hora desmarcada carregado de esperança de um dia ver o sol nascer assim como eu lhe imaginei ia ser o parto.



Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007