Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: para ti
recomeça o futuro sem esquecer o passado

22 de setembro de 2008

para ti

Olho para a minha letra e vejo-a tremida, para as minhas palavras e vejo-as confusas, para as minhas frases e sinto-as ambíguas. Muitas vezes tento que quem as lê pense que lhe escrevo assim num directamente.
Mas hoje é especial porque vou dirigir-me directamente a ela mesmo não sabendo se ela me lê, mesmo não sabendo se ela sabe que eu existo ainda. Hoje não vai haver ambiguidades porque as minhas letras vão ter nome próprio. Hoje as minhas letras, palavras e frases vão dirigidas a ti, que me deslumbras entre quem me rodeia, que me odiaste tanto quanto eu te amei, que me viste chorar enquanto gargalhavas, que perfumas-me com todos os odores até da escuridão. A ti, com teu nome de Mulher.

Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007