Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: quando estou só
recomeça o futuro sem esquecer o passado

2 de outubro de 2008

quando estou só

Quando estou só na sala o relógio de parede já não faz tic-tac, nem o dingdong das meias horas se ouve e nem lhe sinto a respiração.
Quando estou sozinho, perna cruzada, vagueando pelos pensares todos da vida, me patece ouvir a tua voz a me acariciar o ouvido vinda do outro lado de lá.
Quando me encontro na solidão do meu eu ouço o bater do tempo no ritmo da passagem.
Quando estou só, as tuas palavras ressoam na minha mente como se as tivesses acabado das dizer.
Quando estou só, tu existes na realidade da minha fantasia

Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007