Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Construo pontes de outono
recomeça o futuro sem esquecer o passado

30 de novembro de 2008

Construo pontes de outono


Olhei para um ponto do infinito. Atravessei chuvas, ventos e cacimbos apenas com o olhar para ver as tuas palavras, sentir o teu perfume. Guardei os meus gestos para esconder tanto desejo de te abraçar. Gastei apenas o tempo dum olhar, mas ficou a sombra do pensamento petrificada na minha vontade, constantemente martelada como se construísse uma mental estátua da minha vontade.
Um dia, assim num depois dum Outono construo mil pontes simétricas e caminho, se necessário, interminavelmente, até sentir o teu desejo, até ver-te reflectidas nos meus olhos, até sentir-me leve pela pulverização da sombra petrificada.
E eu neste Outono desejo-te tanto!


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007