Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: afinal de contas
recomeça o futuro sem esquecer o passado

11 de março de 2009

afinal de contas

Me espreguiço. Me embalo no marulhar sereno deste azul mar. Olho com os olhos de ver longe e não sei se vejo alguma coisa pois os olhos ultrapassaram os limites de ver e assim, num repente, me sinto perdido nos gritos que não gritei bem como nas ruas esquecidas do meu passado.
Me ergo e cruzo os destinos dum presente, dum passado e do dia que há de chegar um dia. Penso que o céu caiu sobre mim após tantas vezes o ter provocado.
Foco os meus olhos de ver ao perto. Verifico que foi apenas um momento de pânico talvez provocado pelos fortes desejos e as fracas vivências.
Afinal de contas os rios continuam a cantar em direcção ao mar, os anjos continuam a voar anunciando as boas novas e os rostos com que me cruzo continuam sorrindo suas alegrias.
Afinal de contas eu estou a ver o mar.


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007