Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Capítulo Primeiro (6)
recomeça o futuro sem esquecer o passado

25 de abril de 2009

Capítulo Primeiro (6)

E passo a avisar-te que tu não vais fazer parte desse futuro. Nem que fosses capa de revista, nem que pintasses de cores berrantes a minha alegria, nem que apagasses os traços de solidão da minha existência. Eu decidi assim e hoje declaro que a autodeterminação me chegou na razão de ser lunático as vezes que me apetecer, de viver num apartamento sem memórias, adornado de risos e gargalhadas à toa, beijos e carícias condimentadas na vulgaridade de ser vulgar.

É, hoje declaro que sou livre de ir onde me apetecer e voltar sempre que quiser, repousar em afectos de palavras ditas ou sussurradas sem ter de pensar que algum dia tu foste o meu capricho.

É, hoje declaro que a minha História vai ser reescrita como bem me apetecer e tu serás mero figurante num capítulo, numa frase. Sei lá, quando a reescrever logo ficarei a saber qual o papel que te atribuo. Enfim, uma palavra hoje, um passado amanhã.



Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007