Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: estico-me
recomeça o futuro sem esquecer o passado

14 de julho de 2009

estico-me

Me estendo na areia num esticar de corpo, membros e cabeça, como quisesse crescer nessa horizontal posição para todos os lados. Olho o céu que está uniformemente azul sonorizado de marulhar surdo, calmo, e desperto em mim sentimentos quem nem mil palavras conseguem descrever.

Salivo numa selvagem montra de pensamentos que se não me conhecesse eu ia dizer que a loucura tinha batido à porta duma maneira proibida e impuramente possível. Me desfaço em ideias duma irracional forma de expressar, desconstruo frases num linguajar desconhecido.

Mais me estico tentando domesticar a minha existência no plausível momento de ser eu, uma vez na vida.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007