Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Ao pé coxinho
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de agosto de 2009

Ao pé coxinho

Faz conta estou a saltar à macaca. Atiro a pedrinha num quadrado e ao pé coxinho lá vou eu buscar e voltar, sem pisar o risco e sem cair. Melhor ainda, pareço uma galinha a depenicar as sementes no chão.
Nada disso. Nenhum dos exemplos me imita neste momento. Descobri mesmo é que sou cego, surdo e mudo da mão esquerda.
Pensava eu ainda era jovem e fui em futebois, num remate superiormente defendido com uma chapada delicada na bola, de mão direita como que a fingir estava a lhe afastar mas estava era a me proteger, doeu que gritei um ui que acho todo o mundo e arredores lhe ouviu. Levado no hospital veio o veredito: fractura do rádio direito.
em resumo: nuns tempos não vai haver relato porque custa depenicar as letras com um só dedo da mão até agora desconhecida. Para além do incómodo e do esforço.

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007