Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: saudades de mim
recomeça o futuro sem esquecer o passado

8 de agosto de 2009

saudades de mim

Aqui estou de olhos fechados fazendo um lusco-fusco neste dia de sol. Tento imitar o entardecer para poder ver a saudade, tantas vezes compartilhada e outras tantas solitariamente sentida.

Hoje acordei com a sensação que não sou eterno e num arrepio me senti saudade. Nunca tinha tido saudades de mim. Pelo menos que eu me lembre. E foi hoje que me lembrei de todas as minhas ganas, raivas e medos, todos os meus sonhos pesados e pesadelos sonhados. E foi hoje que senti uma dor de estar sozinho nas minhas ilusões.

Quantas horas eu terei perdido a sonhar sonhos que eu hoje já nem me recordo? Quantos dias terei eu suspirado por amores que eu hoje já nem me lembro a cor dos olhos que eu amei? Quantas semanas terei eu desperdiçado irremediavelmente num olhar de espelho a ver se eu era outro que nem eu, cavaleiro herói de espada na mão feito conto de fadas e príncipes?

Hoje acordei com saudades de mim. Recordei o bater do meu coração, recordei o ver dos meus olhos, recordei o sentir do meu cérebro.

Hoje acordei com medo de me enganar.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007