Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Ou vice-versa
recomeça o futuro sem esquecer o passado

3 de outubro de 2009

Ou vice-versa

Sinto a pele seca. Sabor a sal. Salpicos desse mar que bate aqui nas rochas embalado das saudades que me chegam desde lá. Parecem até que são lágrimas carregadas de vida que lhe largam só para me tocar. Não tivesse a água quase congelada e eu me atirava nele só para me deixar enrolar nesse mar de saudade.

Respiro com dificuldade devido à emoção desses pensamentos que viraram sonho ou vice-versa. Um dia vou descubrir mas até lá não me vou preocupar. Vou-me deixando embalar nestes pensamentos e assim esqueço que o lado obscuro passa ao largo, para lá de não sei onde.

Sonhos, presentes e passados, escritos na memória que um dia os vai esquecer. Ciclicamente é a vida num grirar de carrocel em dia de feira.

Sonho porque estou vivo. Ou vice-versa.



Sanzalando

4 comentários:


WebJCP | Abril 2007