Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: instistente instante
recomeça o futuro sem esquecer o passado

12 de fevereiro de 2010

instistente instante

Desculpa a insistência, mas dá lá o meu instante, aquele que tu sabes que eu mereço. Dá-me um sorriso, um brilho do teu brilho, um olhar dos teus olhos. Dá-me apenas, num dar sem esperar nada em troca, que nada tenho para te dar. Tudo o que tinha te tenho dado ao longo dos tempos e não recordo de ter recebido nem um olhar. De que cor são os teus beijos? Qual a estrela do teu sorriso? Que voz têm as tuas palavras?

Dá-me um instante, um brilho de sol em chávena de café, um tropical sabor quente do teu hálito.

Olha, tenho medo que quando decidires dar o instante que insistentemente te peço, o meu coração esteja sólido e branco como um ovo acabado de cozer, mole, flexível, porem não deformável, apenas estilhaçável.



Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007