Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: um instantinho
recomeça o futuro sem esquecer o passado

21 de fevereiro de 2010

um instantinho


Apenas um pequeno instante, o suficiente para me matar as saudades que te sinto num ferver de desejo. Já não te vejo desde a outra ponta do sofá e já não te ouço desde o ultimo suspiro que te dirigi. Levanto o olhar e tento sustê-lo na horizontal na tentiva vã de te ver do outro lado do horizonte, para lá das nuvens que me encurtam a distância visual, para lá da minha alma dormente.

Foi apenas mais um instantinho, o suficiente para te dizer que te quero como ontem num amanhã de sol, que te desejo mesmo no enrolado frio com que me tapo das dores do corpo.


Sanzalando

4 comentários:


WebJCP | Abril 2007