Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Diálogos duma só voz (XXIII)
recomeça o futuro sem esquecer o passado

10 de julho de 2010

Diálogos duma só voz (XXIII)

- Outra vez à torreira do sol. Tás aqui, tás uma torrada bem passada...
- Que nada. Estou apenas a gotejar pensamentos para dentro de mim...
- ... ferventes?
- Não. Estou a fazer crescer os meus lagos de aborrecimento com suores, com lágrimas e muitos azedos pensamentos.
- Tou a ver que hoje não é dia...
-... todos são dias. Uns mais que outros, apenas isso. Quando se me apaga a motivação eu gotejo pensamentos para dentro de mim de forma que um dia eu tenha uma resma deles... gosto de ter um plano B, até para atar os sapatos. Apenas nunca os contigo ter.
- Sapatos...?
- Doido, planos B! Faz conta aqui à frente está uma janela que deixa ver o azul mar, que deixa passar o sabor perfumado da maresia, que me deixa cantar sons de marulhar, que me trás imagens do antigamente mais antigo do que o antes. Vês, está a nascer um plano B... e ela entra outra vez nele... Que raio de plano B...
- Vai mergulhar... arrefece os ânimos e amolece os ímpetos...
- Não, este mar não é para mergulhar... apenas para eu poisar os meus olhos nele e deixá-los ir no ondular suave dos rolamentos de cloreto de sódio que lhe dá o sabor... É para eu ir longe sem mesmo sair daqui onde me torro em torrentes de calor.
- Eu vou... levo-te no coração enquanto a tua cabeça por aqui fica a gotejar ideias...


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007