Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: balanço
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de dezembro de 2010

balanço

Me sento num algures por aqui, ou por ali, tanto faz que hoje estou apenas para amar. Ouço o mar, vejo o mar, sinto o mar. Por aqui me deixo estar e talvez recapitular a matéria dada. Não é nesta altura que se faz o balanço? Mas que balancei eu? Solilóquios de nostalgia e saudade também contam como fazer dalguma coisa? Lágrimas choradas nas noites claras de silêncios escuros, também contam? Esperas em vão duma voz que não se ouviu também podem ser contabilizadas?
Me sento por aqui à espera duma qualquer coisa que qualquer dia já nem sei o quê que é.
Hoje não vi o sol, apenas ouvi o mar, vi o mar e senti o mar. Hoje me balancei no baloiço dum parque infantil que um qualquer Sousa toma conta e me lacrimejei de esperar.

Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007