Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: recordando (4)
recomeça o futuro sem esquecer o passado

5 de janeiro de 2011

recordando (4)

Que tem a minha cabeça que assim num instante começou a ver o passado parece um filme a preto e branco e movimento acelerado? Se emperro numa palavra mais difícil perco metade do filme porque ele não fica gravado numa fita. Como é que te vou explicar? Eu te projecto o filme em palavras mesmo na hora que ele está a ser filmado na minha cabeça. Tás a ver?
Hoje me sentei na esplanada, mesmo na esquina a dominar ambas as ruas. Se ela vier da Avenida, ou se vier da Drogaria Nova,  eu lhe topo ao longe, me endireito na cadeira, apago o cigarro, escondo a chávena da bica e não lhe vou parecer o vadio que me estou a tornar. É verdade que fui nas aulas, é verdade que ela me viu no Liceu. Pelo menos os olhos dela se passearam por mim num décimo de segundo. Mas depois ela foi estudar já o dia de amanhã e eu fui no AeroClub jogar bilhar com os vadios dos meus amigos. Modo de dizer, é claro, que acho tirando eu, nem um deles chumbou alguma vez.
Mas tá na hora dela passar. Só não sei mesmo ela vem sentada deste do carro ou do outro. Acho ela sabe eu estou aqui, ela vai mudar para o outro lado e mais uma vez vai fazer para não me ver.
Te prometo um dia ela me vai olhar e me vai dizer olá.

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007