Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: memória que ainda me lembro
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de fevereiro de 2011

memória que ainda me lembro

Caminhei por aí perdido em destinos vazios carregados de nadas. Caminhei ouvindo vozes, conselhos e truques e cegamente segui em frente numa parábola de contradições e finais errantes.
Hoje olhei e reparei que não tinha saído do mesmo sítio. Estava apenas mais cansado, mais curvado e com a face mais marcada de tempo gasto.
Me disseram que os meus olhos eram brilhantes. Tenho memória de ter ouvido isto. Assim como também me lembro de ter ouvido dizer que até o meu olhar sorria.
Me disseram que eu não falava, eu cantava palavras de fazer rir. Tenho memória de me ter sido dito que a minha voz era tranquilidade em forma de som. 
Me disseram que o estar parado não era lugar em mim. Me lembro de correr mundo mesmo sem sair do meu canto.
Pois é, estou marcado pelo tempo e ainda estou aqui, no sítio que eu pensava era passagem.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007