Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: devagarmente me desconstruo
recomeça o futuro sem esquecer o passado

1 de julho de 2011

devagarmente me desconstruo

Já tentei tudo. Corri, saltei e dancei. Chorei, gritei e emudeci. 
Tentei manter sempre os pés no chão. Fui realista e prático.
Mas tentei mesmo tudo já?
É verdade que eu tento viver do meu jeito, agarrado nos meus sonhos, acreditando nos possíveis e nalguns impossíveis. Afinal de contas que mais sou que um ser humano que tem saudades? 
Como posso fazer para manter os pés no chão se eles querem voar?
Sei que não sou perfeito mas quase adivinho que contigo eu ia ser o mais que perfeito dum futuro qualquer. Debaixo duma mulemba, no miradouro da lua, no deserto ou perdidamente no meio da savana, eu ia ser apenasmente um eu de E grande, como eu queria ser quando era uma criança.








Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007