Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: porções caladas
recomeça o futuro sem esquecer o passado

14 de agosto de 2011

porções caladas

Eu tenho uma porção de coisas para te dizer. Sabes, dessas coisas assim que não se dizem costumeiramente, dessas coisas tão difíceis de serem ditas que geralmente ficam caladas, porque nunca se sabe nem como serão ditas nem como serão ouvidas. Bem que percorro esta praia de agora maré vazia, como que a arranjar palavras que acho foram afogadas na maré cheia. Bem que procuro na areia das mil cores e mil formas as silabas certas para te dizer no ouvido o tanto que eu tenho para te dizer que acho nem porção de livros têm tantas palavras assim para eu usar.
Afinal de contas eu não te vou dizer porque sei não vais ouvir como sempre me fizeste.
Vou só mesmo soletrar em pensamentos essas coisas todas que um dia, sem maré, eu te vou dizer. 
Vou só te olhar desde aqui como quem não te vê, só mesmo para um dia eu me lembrar de tantas porções de coisas que eu não te disse e as ilusões que tive antes que elas me acabem


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007