Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Fim de tarde
recomeça o futuro sem esquecer o passado

4 de abril de 2012

Fim de tarde

Fim de tarde dorido, choroso, arrastado e frio. Fosse um ponto final e era um final triste. Ninguém decreta fim de dia assim, nem em discurso mudo nem no silêncio dos adeus.
Parece mesmo um fim de dia daqueles que nem a gente fala quanto mais não seja para não dar azar.
É só mesmo fim de tarde em que todo o amor parece pouco, muito pouco, em que não se vê o que se gostaria de ver, em que não se sente a carícia que se gostaria de sentir. 
Fim de tarde, duma tarde qualquer sem flores, sem cores nem odores.
Afinal de contas é um fim de tarde simples como simples são os fins de tarde doridos, chorosos e arrastados ao longo do frio final de tarde.



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007