Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: hoje falo pouco
recomeça o futuro sem esquecer o passado

2 de abril de 2012

hoje falo pouco

Vamos por esta areia fora, assim num brincar de crianças, saltando ondas, pulando pegadas alheias, correndo, parando. Vamos fazer o que as outras pessoas fazem numa praia. quando estão felizes.
Eu falo ou me calo, consoante a vontade do momento, tu ouves ou te surdas conforme o vento.
Eu sonho e te conto e nós ouvimos os recados que chegam desde lá do outro lado da linha mágica que nos separa, que vêm através das ondas do zulmarinho, num festival de letras soltas.
Mas não te esqueças que mesmo que seja a inteligência quem procura, é o coração mesmo que é quem encontra.
Hoje te falo pouco porque hoje me apetece mesmo é correr e por isso vou-me sentar a ver se passa essa vontade enorme.
Olha, senta aqui a meu lado a ver se me passa e entretanto me conta coisas novas, me fala da Lagoa dos Arcos que foi coisa que eu não sabia tinham inventado faz mais tempo que o tempo, me conta da Baía dos Tigres que tem vezes é ilha e eu nunca lhe conheci, me fala do Catrona que eu não sabia lhe tinham descoberto, me descreve o Morro Maluco que eu lhe conheço de ver desde muito longe.
Olha, senta só aqui e me deixa inventar saudades para eu mais tarde sorrir de ver.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007