Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: o tempo
recomeça o futuro sem esquecer o passado

13 de maio de 2012

o tempo

Olho no relógio e o tempo passa. Não sei se está a passar com a rapidez que eu lhe desejava. Me parece ele se arrasta no tempo que demora a passar. Aquela agonia, aquele desejo de ir embora, sumir para um lugar de inexistência em cuja a existência só eu sei onde fica, não adianta negar, me custa e não me ajuda. Parece já nada me importa mesmo que o tempo teime em passar no tempo que lhe demora.
Nuns sítios já derreteu a neve e noutros vai começar a cair. Nuns tem parece é tempo de verão, noutros parece vai ser noite longa de inverno.
Eu me escondo no tempo que passou no presente momento, porque eu sei ele não me vai revelar porque ele caiu no tempo esquecido.
Eu me mudo e o tempo parece também. O meu sofrimento me come, me modifica mas não me deixa ficar frio como o tempo que vou ter para um dia ficar.
É a vida e por isso nem todo o dia é dia de sorrir assim como também não é dia de todo o dia chorar.
É o tempo a passar no tempo que demora.
Me falta o tempo de reserva. Acho!


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007