Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: hoje nem conto que tenho medo
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de novembro de 2012

hoje nem conto que tenho medo

Hoje acho o céu zangou com a terra e caiu chuva parece tem mais água lá em cima que aqui em baixo. Mas bom funcionário que nem chofer da treta que quer arranjar umas massas para poder ler livros que vai pedir emprestado e um dia quer escrever a estória verdadeira, mesmo que não autorizada do Brigadeiro Rato, não é esquema. É fonte de informação.
Lá vem ele. Gabardine acho comprou em Paris, lá na de França. Tem aqui igual mas ele diz é Chinês dura só uma chuva e não cai bem. Ora se chuva está a cair bem estou que nem entendi mais o que ele estava a dizer.
Quê? Nem insulto, nem bom dia e nem qualquer palavra? Tempo por aqui também está ruim. Vais vem lhe entrou pingo no cérebro e lhe afogou qualquer coisa. Tem maka ai.
- Vamos para onde, Patrão?
- Claro que é para o Escritório!
não disse nem palavrão.
Brigadeiro que nunca usou farda e dizem vendia comida da tropa no mercado lá da mitcha ficar sem dizer que eu sou isto ou aquilo? Não. Hoje prefiro, mesmo por segurança pessoal, ficar calado e não contar a estória do Brigadeiro Rato.



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007