Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: ainda estou no zulmarinho
recomeça o futuro sem esquecer o passado

27 de agosto de 2013

ainda estou no zulmarinho

Estou no zulmarinho até dar. 
O tempo não é de estar, mas teimosamente vou-me deixando ficar já que fiz dele o meu roteiro, o meu esboço de vida presente enquanto não passo a futuro e o deixo de passado. 
Olho-lhe as ondas bravas e vejo a espuma como palavras soletradas num rosto de sobrancelhas carregadas de pingos de esperança a reclamar por mim num quase adeus deste estilo de vida. Olho-lhe num acordar cedo de pequeno almoço esquecido de tomar e com cara de preguiça reabro-lhe a cortina de neblina que se vai entrepondo entre nós num gesto bagunçado e barulhento de engrenagens cantadas em marulhares de despedida.
Estou no zulmarinho enquanto dá, num abraço apertado, meio sem jeito mas interminável de quase abacar e de rever todas as palavras que disse para começar tudo de novo numa esperança de quase futuro.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007