Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: pinto palavras em branco
recomeça o futuro sem esquecer o passado

1 de dezembro de 2013

pinto palavras em branco

Olho para a página em branco e digo-me é hoje que vou escrever como é que deve ser. Escrever sério e que tenha gente que vai entender o meu engatilhar de palavras sem imaginar eu enlouquei ou me perdi no labirinto da imaginação. Vou escrever palavras como quem vai desenhar um quadro. 
Penso na ideia. Rebusco sonhos. E a mona continua lisa, sem saber qual a primeira palavra que devo escrever. 
Sai-me um grito. Desespero. Não há anunciação de estória, tema ou coisa que o valha. 
Abstraio-me. Abstracto. Substrato. Nada.
Flores. Girassois. 
Ficam apenas palavras simples na folha de papel em branco.
Ainda não é hoje que vou escrever sério, assim num modo de dizer coisas que valham a pena. Infância. Nada. Branco continuo.
Perdi as palavras, apaguei os sonhos e fica a ideia com a intenção. 



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007