Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: sol e eu
recomeça o futuro sem esquecer o passado

22 de janeiro de 2014

sol e eu

O sol rasgou um pouco das nuvens pelo que consigo passear pela praia, faz de conta é verão de calor gelado. Por aqui, pés na areia seca, porque a outra faz doer os frágeis dedos, estou num mais contacto comigo mesmo faz de conta eu sou eu mesmo. 
Me desculpei dos erros que cometi, dos que não sei errei e dos que possa ainda eu errar. Me desculpei em acto de construção de gente futura ainda melhor.
Me consegui ver sem ter aquele ar de quem vai rebentar com o mundo ou que tem medo o mundo lhe caia nas costas e tenha que o carregar num nunca mais conseguir.
Me encontrei a ver que passado é assim que nem roupa velha comida pelas calorias que não serve mais.
Me descobri que o importante é, quando tudo parece desabar, decidir se choro ou riu, se fico ou fujo porque o importante é decidir, mesmo na incerteza da vida.
Me descobri que sem ti eu não seria, me disseste tu, menos do que eu mesmo.
O sol rasgou um pouco das nuvens e eu consegui ainda ver-te melhor e continuar a dizer que afinal é fácil gostar de ti



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007