Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: caminhando
recomeça o futuro sem esquecer o passado

3 de março de 2014

caminhando

Caminhando à beira mar vou saltitando ideias, desfazendo preconceitos, erguendo teias de dúvidas e por vezes verificando óbito de medos e de falta de confiança.
Tem momentos que exagero na intensidade do querer que parece não paro de correr até morrer num quase tanto sufocar. A questão até não está no não tentar, no lutar no que quero, mas mais sim no deixar fluir como que deve ser. Faz conta é mergulho, a gente mergulha só até onde pode e nunca até onde quer.
Caminhando à beira mar eu fiquei a saber que havia estrelas no céu, mesmo nas noites de tempestade.
Caminhando à beira mar fiz as pazes com o o meu espelho e segurei-te na mão para caminharmos lado a lado mesmo sabendo que temos lados frágeis

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007