Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: palavras ao vento
recomeça o futuro sem esquecer o passado

29 de maio de 2014

palavras ao vento

Me levo pelo vento num navegar sem destino nem rumo previamente traçado. Simplesmente me deixo ir sem esforço, com um sorriso e um brilho nos olhos como se estivesse a olhar para ti.
Me lembro que já estive sentado ao teu lado a ver-te em fotos antigas e só faltou um tom de música a me embevecer. Me lembro que já te liguei sem assunto ou questão, apenas para ouvir a tua voz e com um sorriso vi que estava apaixonado. Acho já gastei palavras a dizer das saudades de cinco ou dez minutos e já saltei de alegria de te ver aparecer por detrás, lá ao longe, numa porta.
Acho este vento feito brisa já me fez sorrir amor porque me senti amado.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007