Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: a ventos
recomeça o futuro sem esquecer o passado

9 de junho de 2014

a ventos

Deixo o vento refrescar-me a cara como se fosse um radiador dum carro. Já tentei soprar contra ele mas não deu resultado nenhum, pelo que agora me agarro a ele e lhe dou utilidade.
Vento leste, vento sul ou norte. Ele que sopre que eu lhe dou uso e se calhar abuso.
Aproveito o vento e ponho conversas em dia, encontros e desencontros em ordem. Até ponho a leitura em dia.
Afinal de conta somos suficientemente fortes para aguentar as rajadas. E se estivermos de mãos dadas aguentaremos os remoinhos. É, estive a ver as leis da física.
Deixo o vento refrescar-me e fazer sentir vontade de seguir em frente, voar e levar-te sempre a meu lado.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007