Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: caminhar contra ventos
recomeça o futuro sem esquecer o passado

2 de julho de 2014

caminhar contra ventos

Caminho contra o vento que me atrasa o passo numa passada cansada. Sou puxado por força invisível, empurrado seria o termo, que me despenteia o cabelo, as ideias e me baralha o pensamento. Não adianta chorar que as lágrimas jamais correriam pela cara, pois este vento as levaria assim num repente que até podia parecer que eu sorria.
Caminho contra o vento dizendo que vou desaparecer, não vou esperar o tempo páre num stop de felicidade e viver assim num feliz para sempre, como uma ficção criada pela mente deturpada.
Caminho contra o vento tentando oferecer tudo e não esperar nada em troca, dizer ao mundo estou aqui feliz contigo, receber o teu abraço amigo, a tua carícia dócil, o teu olhar brilhante que me ajuda a respirar.
Caminho contra o vento desejando a minha alma relaxe e esqueça todas as horas de cansaço. Caminho sem esperar aplauso mas desejando continuar feliz num para sempre sem ficções ou outras fricções levadas pelo vento, trazidas por tempestades ou rebuscadas nas turbulentas pasagens dos filmes imaginados.
Caminho contra o vento para poder continuar a ser feliz.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007