Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: afinal de contas
recomeça o futuro sem esquecer o passado

17 de setembro de 2014

afinal de contas

A chuva bate no vidro da janela e eu até recuo com medo que ela me entre alma dentro. Aproveito para sonhar e sonho por cima de palavras, de sons e de ideias. Me acuso culpado de querer viver o tempo que perdi num não sei onde, porem numa vida transloucada de lágrimas e gargalhadas, de marmotos e calmarias, de gritos e silêncios. Felizmente nunca me deu para sair a meio da viagem. Como é que agora ia ser feliz assim?
Afinal de contas o tempo com o tempo que faz, nos mostra o tempo que a gente vive. Afinal de conta tudo se supera e nada é para sempre, nem as dores!


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007