Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: afinal porquê
recomeça o futuro sem esquecer o passado

18 de dezembro de 2014

afinal porquê

Saí por aí a calcorrear mundo como se procurasse o que não está dentro de mim. Sem letras gordas nem palavras pesadas, sem trocadilhos ou pronuncias disfarçadas, andei por aí a procurar como se não estivesse em mim.
Afinal de contas, somadas todas as parcelas conclui que não fiz mal a ninguém senão a mim mesmo e que as noites que não dormi foram apenas insónia e não algo que estava fora de mim.
Afinal de contas se eu mudei, não foi por ninguém, foi por mim mesmo.
Saí por aí a calcorrear o mundo afinal porquê se estava tudo aqui tão perto?


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007