Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: 64 - Estórias no Sofá - o Se de Leopoldo
recomeça o futuro sem esquecer o passado

15 de abril de 2015

64 - Estórias no Sofá - o Se de Leopoldo

Meu nome é Leopoldo e venho de família mais antiga que o antigamente tem memória. Joguei à bola quando ela era de trapos. Basculei bailes por portas secundárias quando eram estes os fins de semana de arromba. Dancei na rua e pulei muros quando era agarrado por terceiros, quartos e outros porteiros que invadiram os banquetes da minha vida.
Mas agora, eu Leopoldo, de letra grande, tirei as trancas das minhas portas, deslarguei prisioneiros de ambos lados da porta, entra e sai quem quer porque eu não sou dono do mundo e o mundo não é pertença minha. Vem quer quer e vai quem quer pela ordem que entender.Eu sou dono apenas da minha felicidade e vou viver dentro de mim sem outro remédio ou pensamento. Estou de paz comigo e com as plantas, com os perfumes que entram pelas minhas abertas janelas, canto com os ladrares dos cães e miares dos gatos vadios que saltam telhados da liberdade.
Eu, Leopoldo de nome inteiro, saio de casa e encontro as pessoas, as malditas pessoas que têm mentes cheias de nada e vertem ignorância que se transforma em lagos de angustia, declaro que pequei muitas vezes no antigamente recente a pensar no SE. Curioso por natureza tenho curiosidade de saber se era igual se eu tivesse tomado outro caminho que não o que tomei. Este Se que segue-me pela vida e que me entra nos olhos mas Se os tivesse fechado seria difícil sair por aí sem tropeçar.
Eu Leopoldo tenho saudade do tempo em que o Se não me seguia na vida fora.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007