Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Conterra eu estou num aqui
recomeça o futuro sem esquecer o passado

27 de julho de 2015

Conterra eu estou num aqui

Um dia eu disse na conterra que vou comprar esse morro, vou ficar sem televisão,  sem ruído do mundo e vou ermitar-me. Não falei mentira nem disse toda a verdade.  Conterra me entendeu e disse um que sim que me convenceu. 
Pois não é que hoje estou no morro, sem televisão,  sem telemóvel (MAS COM UM TABELET) a escrever as letras que me saltam na memória , as frases que um dia poderão ter sentido ou, como diria meu amigo Cipriano, proibidas não serão ao certo. Troco palavras com silêncio,  chilrear por folhas batidas pelos ventos que não sei de onde sopram, tantas as volas que já dei. Aqui, batido pelo horizonte, sem maresia e sem roncos ensurdecedor de carros, troco tranquilidade com sabedoria das folhas que folheio dos livros adiados, com reflexões de alma e coração.
Sei que não molho os pés no zulmarinho,  não me embalo nas ondas dele para caminhar para sul. Aqui estou eu, simples feito gente de quase nada valer.
Aqui estou , conterra, no ermitario a sonhar acordado.

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007