Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: silabas de praia
recomeça o futuro sem esquecer o passado

11 de novembro de 2015

silabas de praia

Saltitando palavras como quem brinca na praia deserta vou meditando silabas como se fosse um linguista de silêncios.
Adeus. Palavra que eu não sabia nem o que era. Até ao dia em que partiu gente que nem teve tempo de me dizer.
Obrigado. Palavra sentida com alma e coração que sempre disse nunca por obrigação.
Gosto. Um gostar de força, de sentimento, de alegria, de festa.
Solto palavras ao sabor das ondas que um dia jurei apanhar mas elas me fogem por entre os dedos. Perfume de maresia que me entra no corpo nesta praia deserta que nunca pensei usar antes de agradecer ter gostado.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007