Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: sem sol
recomeça o futuro sem esquecer o passado

31 de janeiro de 2017

sem sol

Vou vagabundeando sem nexo, lógica ou ideia alguma. Não medito. Vagabundo-me por inteiro. Se o sol hoje não deu ar da sua graça porque raio de graça havia eu de me dar. Não me interessa se passeio-me física ou metafóricamente. Vagabundo-me por caminhos desenhados por palavras. Antagónico sol que me deprimes. Por minha mera sorte em vez de chorar gargalho-me com satisfação, prazer de olhos brilhantes. Porque vivo.
Sem nexo vagabundo-me de olhos fechados para te sentir mesmo quando não estás a meu lado. Sorrio para esquecer que o sol hoje não deu graça.



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007