Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Eu sou eu que nem eu mesmo
recomeça o futuro sem esquecer o passado

24 de maio de 2017

Eu sou eu que nem eu mesmo

Alô. Aqui estou eu novamente a conversar comigo mesmo. Olhei para trás, assim num modo de olhar pela vida vivida, escrita, sonhada ou simplesmente calada que passei ao longo dos tempos. Sei que parece não é saudável olhar assim para trás e ter medo de dar nostalgia ou saudade, tristeza ou depressão. Sei que não é de mim que eu gosto de ver. Mas tem dias que apetece e a gente deve fazer isso que nos apetece. Sei que andei a fazer mudanças radicais, principalmente nos radicais livres e nos outros quaisquer também. Fiquei a saber que consegui encontrar-me. Afinal de contas eu consegui continuar a ser eu. 
Pode ser que eu esteja a ver mal e que esteja a olhar para alguém parecido comigo. Assim tão parecido acho impossível. Olhei mesmo foi para mim. Não me importo de me ter enganado. Acontece ou pode acontecer. Imagina que já não olhava para mim faz assim muito tempo e me tinha esquecido que era assim que nem sou. Podia olhar e me enganar. Voz parecida? Igual direi. Olhar alegre? Que nem o meu, digo.
Já sei. Não tenho piada. Eu disse que era para ter?.
Tudo normal. Eu sou eu que nem eu mesmo.
Sou tão parecido comigo. Acho preciso de auto ajuda de mim mesmo.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007