Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: divagações dum dia de verão 05
recomeça o futuro sem esquecer o passado

26 de junho de 2017

divagações dum dia de verão 05

Faz um calor tórrido. Acho mesmo um milionário dos sules comprou o tempo e lhe o tropicalizou. Se não foi assim, então eu não percebo nada disto de meteorologia. Mas se esqueceram da porta aberta e o vento que devia ser brisa quase me arranca os cabelos pela raiz.
Com este tórrido calor sinto vontade de chorar, primeiro para aliviar o coração e depois para me fazer mais leve para as roupas do verão.
Com este tórrido calos, arrefecido por este vento forte, vai criar novas dores, novas memórias para ficarem na memória duma recordação que o tempo passou.
Cabeça quente e dorida dos cabelos arrancados deste verão eu garanto que o amor é uma questão de possibilidades e nunca de garantias garantidas num contrato de longo prazo.
Assim foi mais um diálogo entre mim e a outra personagem da minha friccionada estória verdadeira de verão

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007