28 de fevereiro de 2013

Frase sem Tino (17)

Psss! pouco barulho. Deixem-me ouvir o coração, o amor não se pede, disseram-me que se sente por lá.



Sanzalando

24 de fevereiro de 2013

Frase sem tino (13)

Não sei porquê que vejo cada vez mais as ruas vazias de pessoas cheias e as casas cheias de pesssoas vazias

Sanzalando

23 de fevereiro de 2013

22 de fevereiro de 2013

Frase sem tino (11)

Espero um dia encontrar uma vida de que me orgulhe. Se não me orgulhar, espero ainda ter força para começar tudo de novo

Sanzalando

20 de fevereiro de 2013

Frase sem tino (10)

Acho que vale mais na vida aqueles momentos em que nos falta o fôlego, aos momentos em que simplesmente respiramos

Sanzalando

16 de fevereiro de 2013

15 de fevereiro de 2013

Frase sem tino (5)

O que tiveres que fazer faz hoje, porque ontem é passado e amanhã é futuro que não sei se vai chegar


Sanzalando

14 de fevereiro de 2013

8 de fevereiro de 2013

saber esquecer

Penso que sabes que depois de tanto tempo ainda não consigo ouvir certas músicas, como se elas fossem um marco qualquer na minha estória de cantar, no meu conto vígaro, na minha memória de esquecer.
Penso que não sabes, nunca irás descobrir, que eu jurei que um dia eu ia conseguir me esquecer de ti. Esquecer esqueci, mas o meu coração às vezes tenta lembrar-me e eu lhe desligo que ele até fica a bater desritmado, parece quer sair de trás das costelas e seguir-te, mas eu consigo muito bem lhe domar, mesmo que não saiba porquê que ele se comporta assim.
Também não sabes que eu gostava, às vezes, de ser um pássaro e bater asas para longe quando as coisas aqui ficam de mal comigo.
Mas vais ficar a saber que hoje é a última vez que eu pergunto se sabes alguma coisas de mim. Apenas porque já te esqueci no meu modo próprio de esquecer.

Sanzalando

7 de fevereiro de 2013

sabes que sei

Sabes, parece eu não tenho sono!
Já sei que pouco te interessa isso, desde que isso não te afecte. 
Também sei que vou para a cama não é para dormir. Já sei que tu sabes que a minha imaginação é maior, sempre, que o meu sono e que fico para ali a imaginar coisas, palavras, frases, qualquer coisa onde tropece e que não acontece nunca.
Sabes que eu sei que as minhas lembranças me desgastam e que eu vou para a cama não para dormir, mas simplesmente para imaginar e seguir a minha vida porque é a única coisa que posso fazer: viver e sonhar cada vez melhor!


Sanzalando

6 de fevereiro de 2013

não sabes e não saberás

Que sabes tu das minhas palavras que nunca as leste? 
Às vezes, perdido em interrogações que não respondias, eu afogava-me em pensamentos, profundos, verdadeiros clichês em que eu só me queria comigo mas detestava estar sozinho nem quer fosse um breve momento. Que soubeste tu dessas coisas muito minhas? Nada e nada vais continuar a saber porque não te revelo, mesmo que eu queira!
Que sabes tu dos meus pesadelos? e dos meus medos?
Que sabes tu para além daquilo que eu te disse por dizer?
Não sabes... e não virás nunca a saber!


Sanzalando

5 de fevereiro de 2013

o que sabes?

Sabes alguma coisa de mim? 
Faz mais que muito tempo não sei nada de ti! 
Afinal de contas é preciso saber? Acho nunca fui do tipo que precisa de atenção, de estar rodeado de gente, de ser assim que nem querido de todos e mais meio mundo. Portanto que é que há para saber? Eu sei que sempre passei a imagem de ser forte, de nunca ter chorado, de nunca ter sofrido ou de nunca ter amado. Sabes que eu não sabia que tem gente que me imagina que eu não tenho coração? 
Sabes que tem gente muito enganada por aí?
Sabes porque eu te pergunto? Só mesmo por curiosidade!

Sanzalando

4 de fevereiro de 2013

o que sabes...?

Sabes, eu não sei se me conheço. Aliás, eu reconheço que ninguém me conhece. Mesmo de verdade que é assim. Te juro que os que mais sabem de mim não me conhecem nem metade. Sabes, eu não deixo os meus segredos fugirem de mim assim num deus dará. Olha que estou a ser delicado para quem pensa que me conhece porque eu não quero assustar as pessoas do meu passado, bem passado e do mal passado. Nem mesmo aquelas pessoas que continuam a gostar de mim mesmo me conhecendo um bocado pequeno do quem sou.
Sabes, às vezes eu penso sou outro que nem me conheço. 


Sanzalando

3 de fevereiro de 2013

sabes...

Sabes que não há passeio mais triste do que passear sem ter-te a meu lado e poder ver o brilho salgado do teu olhar. 
Sabes que não posso pescar palavras nas tuas cordas vocais porque insistes em estar ausente em outros locais.
Sabes que se não te chamasses Saudade eu baptizar-te-ia com o nome Nostalgia.
Tu sabes que o sonho comanda a vida, como dizia o poeta.


Sanzalando

2 de fevereiro de 2013

um dia te vou contar

Sabes, um dia eu te vou contar uma estória, verdadeira, real mas que nunca aconteceu porque eu apenas a sonhei. Nessa estória vais ficar a saber que todo esse amor que te senti vai ficar guardado, que eu não vou jogar fora, esquecer, vandalizar, ridicularizar ou falar mal. Apenas e somente vou guardar junto a todos os outros que um dia me machucaram também.

Sanzalando
recomeça o futuro sem esquecer o passado