Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: tatuagens que não minhas
recomeça o futuro sem esquecer o passado

27 de abril de 2017

tatuagens que não minhas

Olha só como até o céu chora. Aqui num canto abrigado desse mar que me alimenta o espírito me deixo levar pelo tempo meteorológico enquanto gasto o tempo de vida.

Quem disse era sol? Quem disse saudade é primavera e esperança? Pôpilas... assim até apetece não acordar.
Mas por agora aproveito este lusco fusco de dia sem sol para ler palavras escritas e livros ainda não lidos. Sentir sentidos não pensados por mim, viver vidas que não as minhas, fantasias que não as minhas. Aproveito para ver as tatuagens de almas que não as minhas.

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007