10 de fevereiro de 2015

alfabeto

Peguei no alfabeto e escolhi as letras que nunca usei. Veriquei que não era analfabeto e assim não me insultei. Parei, peguei em sílabas e contei. Versátil palavras escritas num qualquer vão ou verão,  desde que não chova. Tanta as são as palavras por soletrar que as deixo soltas.
Afinal de contas porque quero guardar eu palavras se te tenho para as ouvir?
Alfabeto.


Sanzalando

Sem comentários:

Enviar um comentário

recomeça o futuro sem esquecer o passado