25 de outubro de 2012

palavras sem nexo

Meditando num dia de trovoada precisava duma bebida, cigarros para dizer que não os fumo, e um milhão de silêncios para não me incomodar. Precisava também de férias dos meus problemas e se calhar das minhas memórias. Dava jeito um teclado onde lágrima a lágrima escrevia palavras sem nexo.

Sanzalando

Sem comentários:

Enviar um comentário

recomeça o futuro sem esquecer o passado