Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Diálogo duma só voz (XXI)
recomeça o futuro sem esquecer o passado

8 de julho de 2010

Diálogo duma só voz (XXI)

- Pensei que te tivesses derretido com o sol, te tivesses evaporado na onda calórica do tempo, te tivesses escondido dos olhares indiscretos dos velhos merdosos que te agouram tragédias nas comédias do dia a dia...
- Entrei apenas numas férias de ser visto. Estava aqui mas apenas eu via. Me camuflei atrás da cortina feita com os raios de sol num bordado de ilusões. Mas daqui não sai e nem perdi os meus sonhos, nem calei as minhas canções que nunca cantei. Quando aqui tombar a neve... eu irei viajar no yellow tambarino da vida calada para a eternidade da saudade que sei vais sentir. Eu sei quem sou mesmo quando não sei para onde vou...
- Um dia te entenderei... mas tá difícil...
- Velho do Restelo e seus arredores. Olha bem para a linha do horizonte e diz-me o que vês...
- ... o fim do mar e o início do céu.
- ... materialista... há muito para lá dessa linha, desse início e desse fim... aprende a ver com olhos de futuro.

Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007