Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Diálogo duma só voz (XXVII)
recomeça o futuro sem esquecer o passado

15 de julho de 2010

Diálogo duma só voz (XXVII)

- Posso sentar-me a teu lado e ouvir-te os pensamentos e sonhos que sonhas?
- Podes, se conseguires entrar no faz de conta sem fazer perguntas cujas respostas eu nunca te saberia dar. Podes entrar no meu mundo se conseguires estar calado no balouço dum sonho e, repentemente acordares num pesadelo que é de fingir.
- Deixa eu tentar...
- Conseguirás... se deixares entrar a luz pela janela da tua alma, se escancarares a porta da tua vida e afastares os segredos para longe, para além da eternidade.
- Pedes tanto...
- Sabes que olhar para trás às vezes é necessário, de modo eventual, para termos a noção de saber donde viemos, para onde vamos e muito importante, onde estamos. É importante manter a claridade.
- E tu sabes isso tudo?
- Tento. Procuro. Sofro. Choro. Rio. Outras vezes me calo num silêncio de gritos interiores. Afinal de contas, ambos procuramos a vida... e eu, um dia, lhe vou achar!


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007