Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: às vezes
recomeça o futuro sem esquecer o passado

27 de agosto de 2008

às vezes

Aqui vou eu neste incerto caminho das palavras e ideias. Às vezes aqui estou apenas por medo que notes a minha ausência, que sintas que o meu corpo não está nos teus braços. Às vezes me apavoro de pensar que possas pensar que eu não te estou a contemplar, a te adorar. Às vezes cubro-me de silêncio para que não vejas as lágrimas que deixo fugir de mim.
Aqui estou na viagem do teu corpo, sílaba por sílaba, sem ter tempo para ter tempo e às vezes sem futuro.
Sanzalando

5 comentários:


WebJCP | Abril 2007